Dicas

A saúde bucal de portadores da Síndrome de Down

Compartilhar | Comentar

Hoje (21) é o Dia Internacional da Síndrome de Down. Você conhece suas características e limitações? O termo “Síndrome” significa um conjunto de sinais e sintomas e “Down” é o sobrenome do pediatra inglês John Langdon Down, que descreveu o primeiro caso da doença, em 1866.

Os portadores da Síndrome de Down possuem limitações motoras e neurológicas que dificultam a correta higienização. Por isso, o acompanhamento odontológico deve ser feito logo no primeiro ano de idade, mesmo antes da erupção dos primeiros dentes. Quanto antes à criança puder frequentar o consultório, menor o índice de doenças periodontais. Alguns outros problemas são comuns nesses pacientes, como: língua fissurada, problemas de oclusão, taurodontismo e hipotonia muscular.

Ao lidar com pacientes de Síndrome de Down, o profissional de odontologia deve conhecer suas condições especiais. Em alguns casos, por exemplo, o tratamento odontológico envolve a participação de um médico cardiologista, pois alguns pacientes apresentam cardiopatia associada.

Procure conhecer mais sobre o assunto. O Ministério da Saúde disponibiliza gratuitamente um manual online com as Diretrizes de Atenção à Pessoa com Síndrome de Down. Ser diferente é normal!

Fonte: UNICID e Ministério da Saúde

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.