Gestão e Marketing

Como calcular o preço dos procedimentos odontológicos?

Como calcular o preço dos procedimentos odontológicos?
Compartilhar | Comentar

Quando comecei a atuar no consultório, deparei-me com uma das questões mais difíceis de responder para um recém-formado: quanto cobrar por um procedimento? Entretanto, durante muito tempo, eu mesma não sabia a resposta correta para esta pergunta.

No início eu me baseava no preço de colegas para cobrar meus procedimentos. Mas a verdade é que eu sabia que a realidade do meu consultório era diferente da do consultório deles. Em procedimentos com próteses, eu multiplicava o valor do protético por 3. Dessa forma, eu tentava formar meu preço, mas infelizmente não tinha a certeza que estava conseguindo cobrir todos os custos. O fato é que eu tinha medo de aumentar os meus valores e acabar afugentando meus pacientes.

O primeiro passo para o sucesso.

Algum tempo depois, vendo um fluxo de dinheiro entrar e outra quantidade grande sair, decidi buscar orientação sobre o assunto. Junto com meu marido, que é da área de exatas, entrei em contato com o Sebrae. Por sorte, tivemos a grata surpresa de descobrir que eles tinham um curso gratuito para o cirurgião dentista aprender a calcular o valor do procedimento. Nesse curso, fui orientada a definir um salário fixo para mim, relacionar os gastos do consultório e contabilizar a quantidade de material utilizada em cada procedimento. Sem dúvidas, essa última foi a parte mais difícil de todas.

Após lutar com números, cálculos e planilhas, finalmente pude dizer que sabia, de fato, o quanto meu procedimento deveria custar. Estava tão plena diante da resolução desses problemas, que senti vontade de compartilhar o segredo com todos os seguidores. Porém, a planilha era complicada demais para ser explicada e quando uma fórmula era alterada, todo o trabalho ia por água abaixo.

Seu preço, bem definido com o Precify!

A partir desse momento, decidimos criar um aplicativo que cuidasse de todos os cálculos e da parte burocrática da precificação. Dessa forma, meus seguidores não precisariam entender todos os termos técnicos que envolvessem as finanças de um consultório. Ou seja, assim sobraria mais tempo para se dedicarem ao que realmente importa, a Odontologia.

Com o Precify passei a ter mais controle sobre as finanças do meu consultório. Atualmente, consigo redistribuir os custos das faltas e reagendamentos entre os outros procedimentos. E o melhor de tudo? Não tive mais que tentar descobrir quais são os cálculos adequados para definir o preço dos meus procedimentos. Além disso, ao atualizar com frequência os custos, os valores dos materiais e as taxas que compõem meu preço, tenho a certeza de que ele também estará atualizado. Hoje sou capaz de incluir valores de outros dentistas que atendem em meu consultório. Do mesmo modo, tenho uma visão melhor dos custos que elevam demais o meu preço, podendo atuar para reduzi-los e restabelecer meu lucro.

Por fim, a maior descoberta que fiz durante essa jornada, foi entender que há espaço no consultório para um preço justo e um salário equivalente ao seu trabalho. Sobretudo, para ter certeza que a saúde financeira do seu consultório seja a melhor possível, é essencial dedicar uma parte do seu tempo para saber qual é o preço justo do procedimento. Certo?!

Hoje eu posso garantir que me sinto muito mais recompensada pela profissão que escolhi.

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.