Gestão e Marketing

Como dobrei meu faturamento em 4 meses – Parte 2

Como dobrei meu faturamento em 4 meses – Parte 2
Compartilhar | Comentar

No artigo anterior dei início a uma série: Como criar uma oferta irresistível.

Comecei falando sobre gatilhos mentais, que são técnicas que ajudam a transformar as nossas vendas em ofertas irresistíveis. Hoje vou dar um exemplo concreto. Vou contar como dobrei o meu faturamento em quatro meses. Eu sei que pode parecer muito bom para ser verdade. Entendo, eu também teria dúvidas se ouvisse algo parecido. Mas eu consegui esse desempenho e conheço várias pessoas que também conseguiram.

Há dez anos eu trabalhava bastante como professor e como dentista, em um consultório alugado no Rio de Janeiro. Trabalhava, mas estava sempre fazendo contas e preocupando em fechar o orçamento. Resumindo, não ganhava dinheiro. Tinha sempre aquela sensação de que tinha entrado dinheiro suficiente, mas no final do mês não sabia para onde ele ia. Com certeza não era para o meu bolso.

Resolvi então fazer o meu primeiro curso de Gestão e Marketing, em São Paulo. Lá eu aprendi duas coisas importantes:

– Quanto custa a minha hora clínica?

– Como utilizar o marketing no consultório?

A partir daí selecionei os procedimentos que me davam mais lucro e repassei ou deixei de executar aqueles que não me proporcionavam retorno. Concluí que alguns procedimentos não eram interessantes financeiramente e que a maior parte desses procedimentos dava pouco lucro ou não dava lucro algum.

Passei a me concentrar naqueles procedimentos mais lucrativos, aumentei o valor de alguns serviços e repassei ou deixei de executar aqueles que não davam retorno. O segundo ponto da nova estratégia foi investir em marketing.

Com apenas essas duas mudanças comecei a mudar a minha realidade. Para completar a mudança, investi no controle financeiro; contratei uma secretária administrativa e também fiz investimentos em marketing digital. Hoje ganho três vezes mais e trabalho menos.

Não deixem de ler os meus artigos sobre gestão e marketing aqui no blog. Eles trazem informações importantes como, por exemplo, calcular a sua hora clínica.

Mais vamos lá. O que acharam da minha HISTÓRIA?

Esse é o próximo gatilho mental. Isso mesmo, HISTÓRIA. É por meio dela que nós, seres humanos, assimilamos informação da maneira mais fácil. Todo mundo lembra de pelo menos uma história que marcou a sua própria vida. Ela é o maior ponto de conexão entre você e seu cliente ou futuro paciente. Por isso ela é um instrumento muito poderoso para tornar sua oferta irresistível.

Um norte-americano chamado Joseph Campbell estudou extensivamente o Poder dos Mitos e das histórias. Em um de seus livros, ele apontou um certo padrão de história que, geralmente, cria mais conexão entre quem conta e quem está sendo apresentado para à história. Temos como exemplo: Harry Potter.

Harry Potter é um bruxo de nível comum e mesmo assim consegue vencer todos os desafios, e no final, sair vitorioso. Esse tipo de história gera identificação com as pessoas, porque a maioria delas não é excepcional. Elas se identificam quando veem alguém comum tendo resultados extraordinários, porque pensam: “também é possível para mim”!

A história precisar ser real, mas não necessariamente, ser sua. É o seguinte: para construir um negócio, você tem que ter integridade. Por esse motivo a sua história tem que ser real e o seu herói não pode ser fictício, inventado.

Pode ser que você não tenha uma história sua para contar que você não seja o herói da sua história. Então, como você pode fazer para, ainda assim, contar uma história verdadeira?

Você pode contar uma história para seu futuro cliente em que o herói seja um paciente seu. Aquele no qual você fez o tratamento, modificou o sorriso e o deixou mais saudável e feliz.

Então vamos lá: a história tem que ter um herói, um inimigo em comum, uma grande ideia e o retorno do herói.

Na minha história eu sou o herói, o meu inimigo em comum com vocês é trabalhar muito e não ganhar dinheiro, a grande ideia foi aprender quanto custa a hora clínica e a importância do marketing. O último item é o retorno do herói, depois de ter vivido as dificuldades mostrei o caminho, para que vocês não tenham que enfrentar o que enfrentei.

O importante é utilizarmos esses gatilhos: prova, prova social, autoridade e história para melhor vendermos nossos serviços na internet, no consultório, no folder; entre outros meios de comunicação. Dessa forma começaremos a transformar nossas vendas em ofertas irresistíveis.

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.