Dicas

Isso pode interferir na saúde do seu negócio

Isso pode interferir na saúde do seu negócio
Compartilhar | Comentar

Separar as contas pessoais das do consultório? É possível?

Quando falamos da importância em separar as contas pessoais das do consultório, sabemos que esse é um ponto chave na gestão de seu negócio.

Misturar contas pessoais com as contas do consultório é uma prática muito comum em pequenas e médias empresas, mas isso pode interferir predatoriamente na saúde do seu negócio!

O que costuma acontecer no mercado:

Para muitos dentistas, quando se pergunta o que é lucro no seu modelo de negócio, a resposta que mais surge é: “Lucro é o que sobra depois que pagamos as contas do mês do consultório/clínica.”

Infelizmente para alguns, o saldo no extrato bancário no final do mês sinaliza o resultado financeiro. Se sobrou ótimo, se faltou recorre-se a um capital de giro, caso exista.

Isso está certo?

Uma gestão financeira eficiente:

Ao aplicarmos uma gestão financeira em odontologia DE FORMA PLANEJADA, o profissional deve incluir como um dos pagamentos a fazer, O SEU SALÁRIO, as contas da clínica e depois disso, o RESULTADO obtido.

Um dos pilares do coaching financeiro em odontologia consiste em fazer este planejamento de forma anual. O pagamento do “salário” ou pró-labore do dentista deve ser pago como se fosse mais uma das contas da empresa. Inclusive é a mais importante, e segundo alguns, a razão de existir de um negócio.

De que adianta trabalhar, pagar as contas da empresa e não levar o merecido dinheiro para a vida pessoal?

Como resolver então, Flávio?

De forma prática e para os mais desorganizados, sugiro que se tenham duas contas bancárias. Uma da empresa e outra pessoal. E assim como se paga uma conta de condomínio no dia “X”, o salário do dentista também deve ser pago num dia definido, ou seja, de uma única vez se transfere o salário do dentista da conta do consultório para a conta pessoal.

Caro dentista, pague-se como se você fosse um funcionário de seu negócio! Inclusive, mesmo que desafiador, indico que este custo precioso de salário seja pago no primeiro dia útil do mês, pois é a principal conta do seu consultório. Uma poderosa e simples forma de dar a este custo a importância devida. Para os mais organizados e que controlam custos em planilhas separadas uma conta bancária pode ser suficiente.

Outro ponto importante de se incluir este salário com um custo é justamente estimular o pensamento estratégico em odontologia na precificação do serviço. Caso se precifique um serviço sem incluir este salário, corre-se o risco de se formar um preço abaixo do real, ou seja, com consequências perigosas para os resultados pretendidos.

Este é um erro que muitos dentistas cometem! Uma poderosa reflexão é observar o quanto em percentual do preço formado representa a fatia de finanças pessoais. Conforme o modelo de negócio, mais de 50% do que se cobra pode ser para bancar a vida pessoal do dentista. Isso ocorre quando, por exemplo, a única renda de uma família é obtida do trabalho de executor do dentista.

Últimas considerações

Se você ao ler este texto concluiu ser impossível separar as contas pessoais das do consultório, pois a conta nunca fecharia, cuidado! Isso pode ser um indicador de que sua vida pessoal pode estar custando mais que a capacidade produtiva de seu negócio. Quando isso ocorre, é fundamental conhecer seus custos pessoais para caso necessário realizar alguns cortes temporários até o aumento do faturamento normalizar este cenário.

A odontologia está cada vez mais tendo que ser gerida fora da boca. Esta mudança de pensamento é que torna o dentista cada vez mais gestor de sua carreira e definirá sem dúvida a sobrevivência e permanência de profissionais e clínicas neste mercado cada vez mais competitivo.

Vamos separar as contas pessoais das do consultório? Está pronto ou quer agendar um horário comigo?

Ligue e agende um horário, sem compromisso: (81) 99794-3162 ou cadastre-se que entrarei em contato: http://pensefar.com.br/contato

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.