Mercado

Resenha: Ionômero de Vidro Restaurador FGM

Resenha: Ionômero de Vidro Restaurador FGM
Compartilhar | Comentar

Você já ouviu falar no CIV?

Um material dentário fantástico com características únicas, idealizado por dois pesquisadores ingleses, Wilson e Kent, no ano de 1972, conhecido e chamado de CIV que junta suas iniciais. A ideia foi misturar dois tipos de cimentos conhecidos e utilizados na Odontologia, fazendo assim um cimento híbrido que vem evoluindo e pode ser usado em diferentes situações da clínica odontológica, tais como:

Cimentação definitiva de coroas e dispositivos ortodônticos;

Forramento, servindo como base de restaurações definitivas;

Restaurações provisórias em dentes permanentes;

Selamento de cicatrículas, fóssulas e fissuras dentais;

Uso em lesões cervicais não cariosas.

Um material com propriedades especiais como adesão química à estrutura dentária e liberação de íons de flúor. Como é uma mistura de pó e líquido autopolimerizável, pode ser usado fora do ambiente do consultório na técnica que conhecemos como A.R.T. – Tratamento Restaurador Atraumático, em comunidades carentes, por exemplo, ou locais onde não há uma infraestrutura de consultório.

Hoje em dia existem vários tipos e marcas de CIV e muitas delas têm indicações específicas. Então é sempre importante ler as indicações do fabricante para você não se confundir e garantir o uso correto para cada indicação.

Existem CIV’s reforçados por metais e os modificados por resina – estes por sua vez fotopolimerizáveis e com opção de escolha de cores, além de demandarem um preparo dental diferente se comparados ao CIV comum.

Recentemente, a Dental Cremer enviou uma amostra para teste do ION Z, o Cimento de Ionômero de Vidro da FGM. Entre suas propriedades estão:

  1. A maior resistência mecânica;
  2. A presença de bactericidas;
  3. Menor contração de cura diminuindo as chances de infiltração marginal;
  4. Presa mais rápida e lisura superficial promovendo um maior conforto ao paciente.

Ao usar o ION Z no consultório pude perceber que o tempo de trabalho é um pouco reduzido em relação à outros cimentos de ionômero de vidro. O que pode significar mais rapidez para finalização de uma restauração, por exemplo. O tempo de trabalho é suficiente e pude usar como forramento de restaurações e como curativo entre sessões de tratamento de canal. Todas elas com sucesso. Indico ION Z pelas suas propriedades e pelo custo benefício. É um excelente material!

Um Abraço,

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.