Especialidades

Preenchimento facial: Ácido Hialurônico

Preenchimento facial: Ácido Hialurônico
Compartilhar | Comentar

Escutei um colega dizendo que as pessoas que não querem mudar são as que mais mudam. Elas se transformam por deixar o tempo passar sem fazer nada para estabilizar ou recuperar as mudanças decorrentes do processo de envelhecimento. Eu nunca tinha parado pra pensar sobre esse ponto de vista, e não é que ele está certo?!

Reciclar é para quem tem a mente aberta, para quem não tem medo de assumir que o que fazia minutos atrás estava errado e que nesse exato momento se pode fazer o certo.

Quando me especializei em prótese dental e nos mais diversos cursos que já fiz em estética e prótese, aprendi que o lábio era sustentado pelos dentes. Você já viu uma pessoa que usa “dentadura” sem a mesma? A boca murcha. O esfíncter, que é o conjunto de lábios e músculos periorais, entram, dando um aspecto muito envelhecido, um aspecto de “fragilidade”.

Mas acabo de descobrir que, se uma pessoa que tem todos os dentes com mínimos desgastes, sem apresentar alterações de posicionamento dental, o que eu devo fazer é corrigir os lábios. Não mais projetar os dentes para frente para sustenta-los.

Dentes muito escurecidos, manchados, lábios finos (murchos) ou vincados, denunciam o processo de envelhecimento. E na minha opinião, se nós não gostamos muito de mudanças e somos conservadores, temos que nos prevenir, saber a hora de começar a agir para não nos assustarmos com as conssequências da idade.

Aquelas linhas pra baixo da comissura dos lábios, que chamamos de “marionetes”, ou aquelas rugas verticais ao redor dos lábios que se parecem com código de barras são excelentes depósitos para fungos, bactérias, café, batom e alimentos. Quem tem mais de 30 anos deve se lembrar daquele líquido azul que as pessoas colocavam no canto da boca parara “matar” a tal da “boqueira”. Até hoje muita gente tem esse problema e não sabe como resolver. Aliás, até pensam que não existe tratamento.

Com o passar dos anos, vamos envelhecendo e mudando o nosso perfil facial pela perda de colágeno, gordura facial, diminuição da produção celular, ganho de cartilagem, perda da elasticidade, perda muscular, alterações hormonais e mudança local de deposição de gordura facial.

Todas essas mudanças podem não combinar com seu estado de espírito, com a sua idade ou com a imagem que você está transmitindo. Queremos ter um rosto harmônico, que transmita serenidade, alegria, paz, que passe confiança, atitude ou até mesmo que seja sexy e jovial. Ninguém quer ter um rosto com aparência de “coitadinho”, desleixo, angústia, bravo, deprimido ou parecer mais envelhecido do que realmente é.

Para isso, os preenchedores faciais estão aí. Para dar “suporte” ao que pode ser melhorado, servindo como correção ou prevenção aos tecidos faciais.  Hoje, um dos melhores preenchedores usados é o ácido hialurônico. Essa substância está presente em todo o nosso corpo, mas vai sendo reduzida com o passar do tempo. Ela é biocompatível e não é permanente (dura, em média, 12 meses), mas até 20% dessa substância pode permanecer favorecendo o colágeno, elasticidade e a hidratação da pele da região recebida.

Outra região que se beneficia com o AH é a articulação temporomandibular. Sabe aquelas dores ao abrir a boca, estalos ou dor ao mastigar? Elas podem ser resolvidas com o AH. Na próxima consulta ao dentista, veja se você tem essa necessidade.

E para quem não sabe, é de competência do cirurgião-dentista toda a cavidade oral e estruturas anexas, com o objetivo de garantir a harmonia da face, em decorrência do ajuste funcional de todo o sistema estomatognático. Assim, compreende-se que a toxina botulínica e os biomateriais preenchedores são permitidos ao uso do cirurgião-dentista quando destinado para tratamento das condições odontológicas estético e/ou funcionais desde que não extrapole a área anatômica de atuação do profissional da Odontologia, lembrando que o uso estético dessas substâncias deve ter como finalidade a harmonização facial em sua amplitude.

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.