Especialidades

Quando usar hidróxidos de cálcio?

Quando usar hidróxidos de cálcio?
Compartilhar | Comentar

Olá Amigos! Um dia destes recebi uma pergunta de uma seguidora do Instagram e achei tão interessante que resolvi compartilhar com vocês.

Ela percebeu que quando removia algumas restaurações as mesmas estavam com um espaço, uma área com proliferação de bactérias e cheiro ruim. Eu já passei por isso também e a dúvida dela pode ser de outros colegas. Então, o que estava acontecendo com esses dentes que tinham sido protegidos com hidróxido de cálcio?

O hidróxido de cálcio nunca pode ser usado em espessuras grandes e sem uma camada de Ionômero de vidro antes da resina. Isso porque, o hidróxido de cálcio acaba sofrendo um processo de solubilização deixando um espaço vazio, caso tenha sido usado com uma camada grossa.

O hidróxido de cálcio não tem resistência mecânica e devemos sempre utilizá-lo em espessura mínima.

Quando usar?

  • Cavidades muito profundas e pequenas exposições pulpares.

Como usar?

  • Uma aplicação o mais fina possível.
  • Recobrir com Ionômero de vidro.

E quanto aos hidróxidos de cálcio fotopolimerizáveis?

  • Usar uma fina camada também.
  • Não usar em dentes que apresentem exposições pulpares, pois apresentam resina em sua fórmula.
  • Eu também recubro sempre com ionômero de vidro, mesmo que o fabricante fale que não há necessidade.

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.