Para Estudantes

Quem tem medo do TCC? Confira 5 dicas pra tirar esse desafio de letra

Quem tem medo do TCC? Confira 5 dicas pra tirar esse desafio de letra
Compartilhar | Comentar

O TCC é a coroação de anos de estudo. Finalmente você poderá mostrar aos seus amigos e familiares o quanto aprendeu e amadureceu durante esse tempo na faculdade. Um misto de ansiedade e entusiasmo geralmente acompanha este momento. Por isso, separei algumas dicas que poderão te ajudar a enfrentar esse período de uma maneira mais leve e confiante.

1 – Comece cedo

Tempo é um bem precioso. Salvo raras exceções, os melhores TCCs do qual fui banca foram feitos ao longo de muitos semestres. Se você se organiza cedo, tem tempo para desenvolver uma pesquisa científica. Este tipo de trabalho envolve projeto, avaliação por comissões de pesquisa e ética, compra de materiais, uso de laboratórios… Essas coisas levam tempo. Se você já está com o prazo apertado é melhor pensar em uma boa revisão de literatura.

2 – Escolha um tópico que te interesse

Quando você tem curiosidade sobre um tema, fica mais interessante desenvolver o trabalho, pois você estará procurando uma resposta. Lembre-se que passará pelo menos um ano de sua vida estudando esse assunto. Busque algo que te inspire e instigue.

Definido o tema, faça uma pesquisa inicial na literatura. Identifique o que há de mais recente sobre o assunto em livros e artigos. Anote o que julgar importante e identifique os autores que mais se repetem nas bibliografias. Estes, provavelmente, são os maiores pesquisadores na área e suas publicações deverão receber atenção especial.

3 – Procure um orientador

Somente após uma pesquisa inicial, vá em busca de um orientador. Identifique em sua universidade os professores que possuem expertise no assunto. Escolha alguém com quem você tenha empatia e que esteja disposto a trabalhar com você. Nem sempre os professores terão disponibilidade, pois isso dependerá da quantidade de orientados que já tem e do regime de carga horária que cumprem na Universidade. No momento de abordar o possível orientador, demonstre que você está preparado. E fique por dentro de todos os prazos e normas do TCC de sua Universidade. Isso não é função do seu orientador!

4 – Mãos à obra

Esse é o momento mais importante. O bom orientado é organizado, cumpre os prazos, é pró-ativo e sabe lidar com o inesperado. Entenda que as coisas podem dar errado. Sempre conto que durante meu Mestrado tive uma contaminação nas minhas amostras e perdi o trabalho de meses. O prazo estava super apertado e não teria tempo hábil para desenvolver tudo novamente. Mas não perdi nenhum minuto me lamentando. No mesmo dia, sentei com minha orientadora e desenvolvemos um novo projeto.

Organize pastas com todo o conteúdo para seu TCC. Leia os artigos e vá fazendo resumos – isso ajuda muito no momento de escrever o trabalho.

Corrija várias vezes o trabalho antes de enviar para correção do seu orientador. Textos bem escritos e formatados, com espaçamentos e alinhamento corretos, são muito mais prazerosos de ler e corrigir. Demonstram o cuidado e a importância que o estudante dá ao seu trabalho.

5 – Mantenha a calma

Nos momentos que antecedem a apresentação do seu TCC é normal ficar nervoso. Muitas vezes, além da avaliação da banca, também estarão presentes amigos, colegas e familiares e não queremos decepcionar ninguém. Para manter a calma é importante tirar previamente todas as dúvidas com o seu orientador e treinar a apresentação – contabilizando o tempo e conferindo se seus slides estão te ajudando a contar a história.

A montagem da apresentação, aliás, é um assunto à parte! É um tópico que amo e tenho até um curso de 12 horas – sim, 12 horas só sobre slides! – com a professora Patrícia Jardim, onde ensinamos como arrasar na apresentação. Mas para sintetizar aqui vão algumas dicas: pouco texto no slide, letras em tamanho legível por toda a audiência, imagens impactantes em alta resolução e harmonia estética. Não tente usar todas as fontes e fundos de tela do seu Power Point. Menos é mais!

Por fim, quando chegar o grande dia, vista-se de modo a valorizar este momento, providencie água para você e para a banca, respire fundo e arrase! Em poucas horas você estará comemorando com uma sensação de leveza indescritível. E poderá gritar aos quatro ventos: VEM FORMATURA!

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.