Casos Clínicos

Reabilitação estética com facetas pré-fabricadas em resina composta: Sistema Componeer

Reabilitação estética com facetas pré-fabricadas em resina composta: Sistema Componeer
Compartilhar | Comentar

Introdução 

A crescente demanda por tratamentos estéticos e os recentes avanços na Odontologia adesiva levaram ao desenvolvimento de materiais e técnicas que visam restabelecer a aparência natural, especialmente no segmento anterior (GOMES, G; PERDIGÃO, J. 2014).

Ter uma boa aparência torna-se mais relevante não só em termos de relações afetivas, mas também no contexto socioeconômico, podendo tornar o indivíduo psicologicamente deprimido e socialmente menos ativo (KAMBLE, V; PARKHEDKAR, R. 2013). Os efeitos de um tratamento restaurador estético bem executado têm um impacto extremamente positivo, contribuindo para melhorias significativas na saúde mental do paciente (CRUZ, E, 2013).

O tratamento restaurador estético dos dentes anteriores sempre apresentou um desafio na prática clínica. Com a melhoria dos materiais dentários, muitas opções de reparação, tais como resinas compostas, coroas e/ou facetas em cerâmica tornaram-se possíveis. Nestas circunstâncias, dentistas e pacientes podem escolher de maneira mais segura, qual alternativa melhorará a condição bucal dentro de uma filosofia estética (CUNHA, L, et al., 2013).

Atualmente, o uso de tecnologias adesivas permite a preservação da estrutura dentária ao máximo, satisfazendo as necessidades estéticas de um tratamento restaurador (PINI, N, et al., 2012). Com restaurações indiretas, os profissionais devem escolher um material e técnica que permita o tratamento mais conservador sem que comprometa o aspecto estético, estrutural e biológico do dente, além de conferir durabilidade mecânica (PINI, N, et al., 2012).

As resinas compostas indiretas têm sido uma alternativa a materiais cerâmicos. Embora seja mais utilizada, a técnica direta com resinas exige muita habilidade e treinamento profissional, o que pode aumentar os custos de tratamento (DIETCHI, D, et al.,2011).

As facetas pré-fabricadas em compósito, recentemente introduzidas no mercado, apresentam inúmeras vantagens, tais como tratamento numa só sessão, não sendo necessário trabalho de laboratório, custo inferior às facetas de cerâmica e com um resultado estético equivalente. (GOMES, G; PERDIGÃO, J. 2014).

Relato do caso

Paciente B.D. ,22 anos, procurou atendimento insatisfeita com a estética do seu sorriso. Relatou que os dentes possuíam manchas que a incomodavam e por isso, há cerca de dois anos havia realizado clareamento dental em consultório e restaurações em resina composta, porém estava insatisfeita com o resultado. Em seguida, foi feito o registro fotográfico da arcada dentária (Figuras 1 a 5) e três tratamentos foram propostos: restaurações diretas em resina composta, facetas pré-fabricadas em resina composta (Brilliant NG Componeer) e facetas em cerâmica e a mesma decidiu pelas facetas pré-fabricadas devido ao baixo custo em comparação às facetas cerâmicas e melhor resultado estético e menor tempo de tratamento comparado às restaurações diretas em resina composta.

Inicialmente, foi realizada a seleção da cor da faceta por meio da escala de cor Brilliant NG Componeer e seleção do tamanho da faceta com o guia de contorno Brilliant NG Componeer e a seleção do tamanho da faceta. A cor selecionada foi a Bleach e o tamanho (Figuras 6 a 8).

Para manter a região limpa e seca, o isolamento absoluto do campo operatório foi realizado e utilizou-se os grampos 212 L e R para maior exposição da coroa dentária. Em seguida, para poder estabelecer o alinhamento, a criação do espaço para as facetas, foi realizado um preparo para faceta de cerca de 0,6 mm, com pontas diamantadas.

Em seguida, o dente foi condicionado com o ácido fosfórico Magic Acid 37% Coltene em esmalte por 30 segundos e 15 segundos em dentina, após a lavagem e secagem, uma camada do adesivo One Coat Bond SL foi aplicada (Figuras 15 a 17).

Quando as restaurações antigas foram removidas, foi possível perceber que a paciente possuía um escurecimento cervical e as facetas foram provadas para avaliar o alinhamento e o mascaramento do escurecimento cervical, as mesmas não foram capazes de mascarar e ao mesmo tempo, as facetas eram preparadas com o mesmo sistema adesivo. Para mascarar ou minimizar os efeitos do manchamento, utilizou-se o pigmento na cor branca e a resina de dentina A1/B1 Brilliant NG inserida (Figuras 18 a 21).

A faceta escolhida Bleach em tamanho L foi colocada em posição e pressionada, os excessos foram removidos e o conjunto foi polimerizado por 40 segundos (Figuras 22 a 24).

 O procedimento iniciou pelo elemento 11 e 21 e se repetiu nos demais elementos dentais de 13 a 23. Após o término das restaurações, iniciou-se o acabamento com pontas diamantadas FF e lâmina de bisturi (Figuras 25 e 26).

 O resultado final foi extremamente satisfatório tanto para a paciente, quanto para a equipe. A paciente relatou que teve sua auto-estima recuperada e que se sente com a aparência de mulher mais madura (Figuras 27 a 30).

Conclusão

Podemos concluir que as facetas pré-fabricadas são uma alternativa promissora para reabilitações orais estéticas, por terem excelente aparência, tanto em formato, como em cor e polimento, além de serem resistentes e práticas, possibilitando uma diminuição no tempo clínico e economia para os pacientes e dentistas.

Referências

  1. KAMBLE, V; PARKHEDKAR, R. Esthetic rehabilitation of discolored anterior teeth with porcelain veneers. Contemp Clin Dent v4:124-126, 2013.
  2. CRUZ, E. Facetas cerâmicas – uma alternativa segura e previsível. 72f. Dissertação (Mestrado em Medicina Dentária) – Universidade Fernando Pessoa, Porto. 2013.
  3. CUNHA, L, et al. Ceramic veneers with minimum preparation. Eur J Dent v7:492-496,2013.
  4. PINI, N, et al. Advances in dental veneers: materials, applications and techniques. Clinical, Cosmetic and investigational Dentistry v4:9-16,2012.
  5. DIETSCHI, D; DEVIGUS, A. Prefabricated composite veneres :Historical perspectives, indications and clini­cal application. Eur J Esthet Dent 6: 178–187. 2011.
  6. G. Gomes,J. Perdiga Prefabricated composite resin veneers A clinical review J Esthet Restor Dent., 26 (2014), pp. 302-313 http://dx.doi.org/10.1111/ jerd.12114 Medline.

Autores

– Prof. Leandro de Moura Martins: professor da Especialização em Dentística Restauradora da Única Cursos Avançados e Professor da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Amazonas.

– Marcela Amorim e Silva: aluna da Especialização em Dentística Restauradora da Única Cursos Avançados.

– Rafael Thomaz Mar da Silva: aluno da Especialização em Dentística Restauradora da Única Cursos Avançados.

Fonte: Coltene

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.