Dicas

Toxina e ácido: as 5 dúvidas mais frequentes pra quem busca a especialização

Toxina e ácido: as 5 dúvidas mais frequentes pra quem busca a especialização
Compartilhar | Comentar

A toxina botulínica e o ácido hialurônico são apontados por muitas pessoas como os vilões de intervenções estéticas mal sucedidas. Muitas pessoas apontam como sendo prejudiciais ao organismo sem saber os benefícios e efeitos positivos que podem trazer. Quando os produtos são aplicados por profissionais capacitados as chances de termos algum insucesso é mínima. Por esse motivo, vou citar 5 dúvidas frequentes sobre o tema para o profissional que deseja especializar-se e iniciar os atendimentos na área.

1 Dentista pode aplicar botox e ácido hialurônico?

Sim, se o profissional estiver habilitado poderá realizar intervenções com ambas as substâncias. A decisão judicial expedida pela juíza Monik Mayara Costa Fonseca, no dia 15/12/2017 direto da 5 Vara da Justiça Federal no Rio Grande do Norte, não foi capaz de impedir o cirurgião-dentista de fazer aplicações de toxina botulínica e preenchimento no âmbito terapêutico. Por exemplo: bruxismo, correção de volume gengival, etc.. Tal decisão temporária se limitou ao exercício de procedimentos estéticos realizados por dentistas, e nada mais.

2 Como agem essas substâncias no organismo?

A toxina botulínica, popularmente conhecida como botox, é uma toxina produzida por uma bactéria causadora da doença botulismo, mas a toxina botulínica industrializada é purificada e usada em doses que não causam a doença. Ela é aplicada no músculo e provoca o relaxamento da região. Já o ácido hialurônico é uma substância idêntica à produzida pelo nosso organismo que tem função de sustentação. Seu segredo está na composição. Sendo que o ácido é um bipolímero formado pelo ácido glucorônico e a N-acetilglicosmina, com função de preenchimento e hidratação.

3 Qual o tempo de ação de cada substância?

A toxina botulínica tem seu tempo de ação entre 4 a 6 meses , já o tempo do ácido hialurônico pode variar entre 6 meses a 1 ano.

4 Qual a idade mínima que pode ser aplicada?

De modo geral, indicamos esses tratamentos para maiores de 18 anos. O uso pode ser feito em qualquer idade adulta, desde que tenhamos clara a expectativa e resultado para cada faixa etária e paciente. Pois um tratamento em uma pessoa de 20 anos não é igual a uma de 60 anos.

5 Existe um limite de quantidade a ser aplicado?

Não existe uma quantidade específica a ser aplicada no paciente, cabe o bom senso do cirurgião-dentista. No caso da toxina botulínica o maior cuidado é sempre com o chamado efeito vacina. Pois, se aplicada a toxina novamente antes de completar 3 meses o paciente pode criar resistência ao produto diminuindo o seu efeito de ação na face.

Gostou? Leia também: O uso da Toxina Botulínica no tratamento de pacientes com paralisia facial

Espero que as respostas dessas dúvidas tenham ajudado ao profissional que se interessa trabalhar na área.

Até a próxima!

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.