Especialidades

Toxina Botulínica na Odontologia

Toxina Botulínica na Odontologia
Compartilhar | Comentar

Sempre digo que quase tudo que desconhecemos, temos a tendência em rejeitar. O “novo” muitas vezes assusta, e realmente não é fácil estar aberto e acompanhar a dinâmica da saúde. Porém, não é questão de escolha, é preciso evoluir e acatar que o velho ditado: “em time que está ganhando não se mexe”, não passa de um velho ditado.

Se você tem alguma dúvida se deve ou não estar aberto às mudanças, é bem provável que os seus pacientes estejam mal informados. A toxina botulínica que é o procedimento estético menos invasivo e mais popular realizado no mundo, tem conquistado um grande espaço na Odontologia. Hoje, temos cursos realizados em todos os cantos do Brasil e em escolas americanas que recebem professores e alunos brasileiros, com aulas em português. O motivo desses cursos realizados principalmente no Estado da Flórida – EUA, é que lá, se pode estudar em cadáveres “frescos”. Sendo assim, fica mais compreensível a “leitura” muscular, as áreas anatômicas e a prática não somente da toxina como do preenchedor facial (ácido hialurônico).

Bom, se até o leigo sabe que a face fica mais “murcha” pela falta de dentes e tecidos de sustenção, por outro lado, a grande maioria dos cirurgiões-dentistas sempre quis tentar solucionar os problemas estéticos e funcionais inclinando dentes, buscando posições, volumes protéticos, reduzindo ou ampliando o “corredor bucal”, fazendo aumentos de dimensão de oclusão de forma gradual… e muitas outras “malabarices” para tentar solucionar e atender aos nossos próprios anseios e de nossos pacientes.

A Odontologia realmente é uma arte que trabalha a qualidade de vida do ser humano. Quando reabilitamos sorrisos e saúde bucal, temos a convicção do quanto a nossa profissão é importante na vida das pessoas. O hífen que ainda hoje separa as palavras estético-funcionais, é bem provável que em breve deixará de existir. Não há porque temer estudar e adentrar os tratamentos com toxina botulínica e preenchedores faciais. Nós, cirurgiões-dentistas, somos tão habilidosos na manipulação dos tecidos faciais, técnicas anestésicas, suturas e na manipulação de diversos materiais, que se pararmos para pensar, já era para estarmos longe e à frente com esses tratamentos. Mas é chegado o tempo, de pelo menos, nós informamos para dar a melhor resolução para os nossos casos clínicos.

O planejamento do pré tratamento para conhecer o histórico de saúde bucal e sistêmico, hábitos de vida, expectativa do paciente, fotografias, modelos de estudo, são protocolos que fazem parte do nosso dia a dia. Antes, tínhamos na maioria das vezes cursos longos e exaustivos de especialização. Hoje, temos cursos de imersão que nos fazem conhecer os protocolos que nós desejamos aplicar em nossos consultórios. Conseguimos muito conhecimento através desses cursos, das perspectivas sobre vários pontos de vistas, cabendo somente a nós, individualizarmos a nossa conduta de tratamento, dentro da necessidade do nosso nicho.

Como diz o meu querido amigo, professor e colega Altamiro Flávio Ribeiro Pacheco: “Não existe mudança sem mudança”. E lembre-se de que a beleza vem dentro!

Se você ficou interessado e gostaria de saber ainda mais sobre os procedimentos e aplicações da toxina botulínica, clique aqui para acessar outro artigo que fizemos para o blog!

 

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.