Harmonização Orofacial

O uso da Toxina Botulínica no tratamento de bruxismo

O uso da Toxina Botulínica no tratamento de bruxismo
Compartilhar | Comentar

A toxina botulínica, muito conhecida e utilizada em tratamentos estéticos para prevenir rugas e marcas de expressões, vem tomando destaque na Odontologia por possuir efeitos terapêuticos. E agir em tratamentos onde o paciente apresenta quadros de dores e desconfortos na região de ATM, disfunções mandibulares, cefaleias secundárias, etc.

Primeiro, vamos lembrar um pouco do que é a toxina e o bruxismo?

A Toxina Botulínica: a toxina é um bloqueador neuromuscular, ou seja, ela interrompe a comunicação entre o músculo e o nervo fazendo com que o músculo deixe de funcionar. Essa é a principal propriedade que levou as clínicas estéticas a utilizar a substância em seus pacientes. Pois ao ser aplicada sob a pele, a toxina lesiona a placa motora dos músculos, impedindo que esses se contraiam e evita que as rugas se formem, assim a face fica mais lisa.

O Bruxismo: um dos maiores destaques na odontologia no âmbito funcional do uso de toxina botulínica vem sendo a utilização em paciente que apresentam o bruxismo ou apertamento excessivos dos dentes. Disfunção que afeta cerca de 30% dos brasileiros e se caracteriza pelo ranger de dentes durante o sono. O bruxismo é definido como uma atividade da articulação temporomandibular (ATM) que acontece durante o sono. É considerado um distúrbio do movimento relacionado ao sono muito comum.

Ainda não existe um tratamento ao certo que faça a pessoas parar de ranger os dentes, pois suas causas não foram totalmente compreendidas. Até o momento sabemos que é uma condição cerebral possivelmente relacionada disfunções na capacidade da dopamina de inibir movimentos musculares espontâneos, associada a questões psicológicas incluindo ansiedade, estresse, raiva, frustrações ou tensões.

Diagnóstico do Bruxismo: o diagnóstico do bruxismo muitas vezes é clínico, ao avaliar a boca do paciente encontramos sinais de desgastes dentários, hipertrofia dos músculos da mastigação, ou o paciente se queixa de cefaleia, dor na articulação temporomandibular e nos músculos da mastigação. É muito comum também, os pacientes que apresentam bruxismo apresentarem o alinhamento anormal dos dentes superiores e inferiores.

Tratamento do Bruxismo com a Toxina Botulínica

O uso da toxina botulínica no tratamento de bruxismo é indicado especialmente para aliviar a dor muscular relacionada a movimentos excessivos e repetitivos de ranger e apertar os dentes. A aplicação da substância na musculatura da face, mais precisamente na região do músculo masseter e temporal anterior, reduz a capacidade de contração do mesmo. Dessa forma, a articulação temporomandibular (ATM) não é forçada, diminuindo sua movimentação e, consequentemente, o apertar dos dentes.

Através de um bloqueio neuromuscular, a toxina botulínica interrompe a comunicação entre o músculo e o nervo. Mesmo não impedindo a contração muscular, ela diminui a intensidade dessa contração, proporcionando uma melhora na rigidez da musculatura e promovendo um alívio significativo da dor facial, com menor intensidade , frequência e duração dos episódios de dores. O efeito da aplicação da toxina começa a aparecer após 48 horas tem seu pico de efeito após 15 dias .O resultado da aplicação não é permanente, começa a perder seu efeito por volta de 3 a 4 meses, devendo ser refeita após 6 meses da primeira aplicação.

Os efeitos adversos do tratamento com a toxina são mínimos, sendo mais comum o aparecimento de vermelhidão, hematomas e um leve inchaço, que desaparecem em poucas horas.

Apesar de mostrar resultados muito satisfatórios, a aplicação da toxina botulínica não garante a cura e sim apenas o controle do quadro, que muitas vezes pode ocasionar quebras de dentes e desgastes. Por isso, o tratamento deve ser usado para reduzir a força de contração muscular, sendo aliados a placas de mordidas e a correção da mordida.

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.