Eversão Labial: 3 técnicas para HOF

Um dos temas mais buscados para quem procura um curso de escultura labial, também chamado de preenchimento labial, é a Eversão Labial. Ou seja, fazer com que a mucosa seca (o vermelhão do lábio), apareça mais. Neste artigo, confira algumas dicas sobre o assunto e conheça quais são as técnicas utilizadas para a realização deste procedimento.

Antes e depois do procedimento

O que causa a Eversão Labial?

Fatores que podem inverter o lábio para dentro:

  • Alterações dentárias
  • Perda de volume
  • Reabsorções Ósseas
  • Genética
  • Envelhecimento

Hoje em dia, normalmente utilizam-se três técnicas para realizar a Eversão Labial, conheça cada uma delas:

Técnica Russa

A técnica russa é realizada com Ácido Hialurônico injetado com entrada da agulha a 45 graus na transição pele/ mucosa até a linha de transição mucosa seca/ mucosa úmida nas regiões onde pretende-se everter.

É possível utilizar a cânula ou a agulha. A técnica em si é a mesma, mas como há diferenciações entre as ferramentas, de segurança e habilidades para a realização do procedimento, cabe ao profissional decidir qual utilizar.

Deve-se fazer travas verticais introduzindo a agulha na região de transição da epiderme com a mucosa, indo até a linha de transição da zona úmida com a zona seca, para que assim, o lábio everta. É possível realizar tanto no lábio superior como no inferior, de acordo com a necessidade do cliente.

Lip Flip

A técnica do Lip Flip é realizada com a aplicação de Toxina Botulínica tipo A, para Eversão Labial. Várias revistas científicas publicaram artigos sobre essa técnica.

Existem dois tipos de feixes na boca. Um concêntrico e um dilatador. Vamos tratar com a toxina no músculo concêntrico, pois é ele que faz a boca virar para dentro, portanto, que a everte.

Aplica-se a toxina em unidades, de duas a dez em cada lábio onde deve-se atingir o primeiro feixe muscular (o concêntrico), o qual fará a contração do músculo orbicular.

Portanto, se relaxar essa musculatura, o lábio vai everter. Essa técnica deve ser muito bem executada para que não atinja o outro feixe de músculo e não altere o movimento do lábio.

Lip Lift  

É um processo cirúrgico realizado em pacientes que possuem lábios superiores de pouco volume. Nessa técnica, o lábio é evertido com a retirada de uma camada de pele da região entre os lábios e nariz, que também faz parte do lábio superior. Então, remove-se uma parte do tecido, um pouco de gordura, e reestrutura-se essa pele para o lábio everter normalmente.

Há muitos cuidados na indicação dessa cirurgia. Conheça quais são as indicações do Lip Lift:

  • Pacientes com lábio superior com pouco volume
  • Pacientes com espaço entre nariz e lábio superior (região de filtro) maior que 15mm
  • Pacientes com dimensão vertical já reestabelecida e que não mostram a borda dos incisivos em repouso ou a gengiva sorrindo.
  • Pacientes que pós preenchimento labial aparentam “lábio de pato”, porque o lábio superior não tem espaço para expansão vertical.
  • Pacientes com lábios planos e finos.
  • Pacientes com lábio superior invertido.

Todas as técnicas apresentadas têm embasamento científico. Portanto, não é nada empírico, são técnicas que já foram validadas. Espero que você tenha gostado, qualquer dúvida é só deixar um comentário!

>>> Confira outros artigos sobre Harmonização Orofacial. 

Sobre o Especialista

Dr. Marcos Scagliusi é Cirurgião Dentista e possui graduação em Odontologia pela UNICID – Universidade Cidade de São Paulo. Atua como especialista em Prótese Dentária e é membro Associação Brasileira de Harmonização Orofacial e da Sociedade Brasileira de Toxina e Fios Faciais.

Comentários

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *