5 vantagens do fluxo digital na Implantodontia

A expressão “fluxo digital” está em voga mais do que nunca dentro da Odontologia. Independente da sua especialidade ou experiência clínica, já é possível tirar algum ou total proveito de todas as ferramentas que a Odontologia Digital vem apresentando.

O fluxo digital permite o planejamento dos seus casos em um ambiente virtual – dentro de softwares, no seu computador – e a transformação do resultado para o mundo físico com precisão, rapidez e qualidade.

Conheça quais são as cinco vantagens dessa tecnologia para o dentista:

1. Menos visitas do paciente ao consultório

Visando uma economia de tempo de cadeira e do tempo dos seus pacientes. Usando o exemplo das próteses sobre implante, é possível diminuir o número de consultas se compararmos com a Odontologia, digamos, analógica.

Para realização de uma coroa fresada em dissilicato de lítio sobre implante, precisaríamos de 3 a 4 consultas. Desse modo, na consulta inicial realizaríamos a instalação do pilar e a moldagem transferência, na segunda a prova do coping, na terceira a prova da peça cerâmica com seus devidos ajustes e na quarta a cimentação após solicitado o glaze.

Se formos utilizar o fluxo de trabalho digital, na primeira consulta faríamos o escaneamento do pilar e na segunda consulta já é possível cimentar a peça pronta. Duas consultas. Portanto, uma economia de 50% nas visitas do paciente, menos deslocamentos, menos tempo de cadeira e a possibilidade de entregar uma coroa em 3 ou 4 dias.

2. Maior previsibilidade 

Montar seu plano de tratamento dentro do computador traz bastante previsibilidade (temos um artigo no blog da Cremer só sobre planejamento digital). Você pode testar até chegar na melhor localização do seu implante, já vendo onde o dente vai ficar na boca, milimetricamente. Sobrepor as imagens de uma tomografia computadorizada com um escaneamento bucal e ter uma visão especial de como tudo vai ficar no final. Além disso, é possível dar zoom, girar, olhar por outros ângulos, testar o formato e o tamanho dos dentes.

Com o planejamento digital fica mais fácil também escolher os componentes protéticos que serão utilizados nesse implante, visto que você já sabe como e onde o dente estará. O digital permite o planejamento reverso perfeito.

3. Maior precisão

Não há como disputar precisão com um computador. O digital vai te trazer para um mundo tão preciso que você acaba ficando mal-acostumado quando volta a fazer um caso de modo analógico. Junto com isso, a curva de aprendizado vai puxar o dentista para cima, demandando maior cuidado na cirurgia de instalação de implante. Assim, é possível lançar mão das cirurgias guiadas, mesmo para dentes unitários, não deixando margem para erros e problemas de posicionamento.

Essa maior precisão permite a finalização de próteses sobre implante em uma sessão apenas, quando indicado. Obtendo o travamento necessário, você já pode ter tudo pronto na sua mão, inclusive o dente provisório, que é um pouco trabalhoso de fazer na mão, no modo analógico. Então, tudo fica mais fácil que prótese sobre dentes preparados, inclusive. Como os componentes dos implantes tem análogos, os dentes vão encaixar como peças de Lego.

4. Marketing e Diferenciação

A economia de tempo do item 1 pode ser revertida tanto em mais atendimentos, como em tempo livre para o profissional. Entretanto, pode ser utilizada para o marketing e diferenciação. O paciente vai preferir ir menos vezes ao dentista, pagar estacionamento ou condução menos vezes e ter seu dente de volta mais rápido.

Uma sugestão: tenha uma televisão grande na sua sala de atendimento e mostre para o seu paciente com detalhes como a boca dele vai ficar. Isso vai dosar a expectativa e ele poderá dar pitacos no seu futuro sorriso também. Assim, só de mostrar uma tomografia e um planejamento de implantes, o paciente já fica encantado. Aliando isso a uma câmera intraoral você também pode mostrar imagens magnificadas de cáries, fraturas e outros problemas bucais. O paciente precisa enxergar e entender. Isso torna a venda mais assertiva.

5. Mais conforto para o paciente

Acredito que o conforto permeia todos os itens que discutimos acima. Ademais, sabemos o quanto alguns pacientes sofrem com uma moldagem convencional. O digital vai mudar a vida desses pacientes. Depois que passarem por uma sessão de escaneamento, não vão querer mais olhar na cara do Alginato ou Silicones.

Se o dentista tiver como optar pelo modelo de negócios Chairside, o conforto e a rapidez crescem de maneira exponencial. Esse modelo (que depois pode ser destrinchado em um novo artigo) é aquele que o dentista possui a fresadora no seu consultório e ele não necessita enviar seus trabalhos para um laboratório de prótese. Portanto, tudo é feito “ao lado da sua cadeira”, isto é, chairside.

Infelizmente, ainda não é possível dizer que todos os casos podem ser feitos com utilização do fluxo digital, porém, uma avassaladora maioria pode. O mais interessante de tudo é que você pode utilizar todo o fluxo, ou apenas uma parte dele. Seja apenas o planejamento para cirurgia de implantes ou a parte protética. Então, isso quer dizer que você pode ir se embrenhando nesse mundo digital aos poucos, até poder ser 100% full digital.

Você já utiliza? Gosta? Não gosta? Deixe seu comentário.

Um Abraço,

Luiz Rodolfo

Comentários

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *