Benefícios do xilitol na prevenção da cárie

A saúde do organismo está diretamente ligada à saúde bucal, sustentada principalmente por uma boa higiene oral e pela redução da ingestão de açúcares. A cárie nada mais é que o resultado de um processo infeccioso desencadeado pelas bactérias presentes na placa dentária. As bactérias do gênero Streptococcus, encontradas na flora bucal, são altamente cariogênicas, uma vez que, em condições ácidas, produzem uma grande quantidade de ácido lático e sintetizam polissacarídeos extracelulares, que aumentam ainda mais a adesão da placa bacteriana na superfície dos dentes. Quanto mais cedo essas colônias aparecerem nos dentes, e quanto maior for a sua quantidade na flora bucal, maior será o risco de desenvolvimento de cáries nos dentes.

Pensando na redução da ingestão de açúcares um bom substituto é o Xilitol, um adoçante natural proveniente de frutas, plantas e vegetais. Seu sabor é muito semelhante ao do açúcar (sacarose), pode ser usado até por diabéticos, por ser metabolizado independente da insulina.

O xilitol tem o poder de inibir o crescimento da bactéria “Streptococcus Mutans”, pois não passa por um processo de fermentação, desta forma diminui a incidência de bactérias cariogênicas, por criar um ambiente ecologicamente desfavorável para elas. As bactérias precisam gastar uma grande quantidade de energia para absorver o xilitol, e mesmo assim, não conseguem metabolizá-lo, acabando intoxicadas.

As figuras a baixo, mostram o processo de remineralização dos dentes decorrente do consumo de xilitol.

(baseadas em Mussatto et al. 2000)

De acordo com estudos, o xilitol contribui para a saúde bucal de seis maneiras:

  1. Reduzindo a incidência da doença cárie;
  2. Estabilizando íons cálcio e fosfato na saliva e desta forma, remineralizando os dentes;
  3. Estabilizando as cáries já desenvolvidas;
  4. Reduzindo o crescimento de Streptococcus mutans e Lactobacillus na saliva;
  5. Estimulando a formação da saliva (sem aumentar a produção de ácidos na placa dentária);
  6. Controlando o pH da placa e a capacidade tamponante da saliva, após o consumo de açúcar (sacarose).

O uso de xilitol em produtos industrializados já foi aprovado em mais de quarenta países, e as indústrias que mais o utilizam são de alimentos e fármacos. Atualmente no Brasil, as indústrias estão começando a incluir o xilitol na formulação de alguns produtos, atraídas pelo seu efeito refrescante e, principalmente, pela sua ação anticariogênica. Os produtos com xilitol que já se acham disponíveis no mercado brasileiro são na área de produtos comestíveis como gomas de mascar, balas e chocolates e na área odontológica, os cremes dentais e enxaguantes bucais.

Muitas pesquisas com o adoçante estão em andamento, aguardo ansiosa por essas novas descobertas, imagine um mundo onde uma goma de mascar substitui a escova de dente? Pode ser que um dia isso aconteça, mas em quando isso não acontece, é importante lembrar que o xilitol apesar de suas ótimas propriedades, não substitui a escovação diária tradicional com creme dental, escova e fio dental. A desorganização da placa dental feita mecanicamente ainda é a técnica mais eficaz para uma boa saúde bucal. Atualmente o adoçante só poderá ser totalmente eficaz na prevenção da cárie, se usado juntamente com a escovação, por exemplo, um creme dental que contenha flúor e xilitol.

Comentários

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *