Biofotônica: saiba tudo sobre o LED na harmonização orofacial

Em alta nos consultórios odontológicos e em constante expansão nas pesquisas por parte dos profissionais da Odontologia, o uso do LED e Laser conhecido com Biofotônica Facial, vem trazendo resultados surpreendentes em todas as áreas da Odontologia. A Harmonização Orofacial é uma das maiores beneficiadas desse recurso. Nesse artigo, falaremos sobre os seus benefícios e utilização.

Quando o profissional poderá utilizar a biofotônica facial na HOF?

Acima de tudo, é importante lembrar que LED é indicado para potencializar os efeitos da Harmonização Orofacial. Portanto, seu uso poderá ser feito antes, durante e após os procedimentos para cada tipo de necessidade do paciente. Além disso, o LED é muito utilizado para tratar peles desidratadas e envelhecidas por fatores biológicos ou cronológicos.

A Biofotônica Facial contribui para o estímulo do organismo em corrigir os fatores apresentados pelo tempo. Assim, contribui para o preparo, hidratação e a produção de colágeno na área tratada, restabelecendo o equilíbrio natural da pele.

 Como funciona?

O uso de LED e Laser poderão ser feitos com protocolos individuais somente com o uso da luz, ou em combinação da fototerapia com dermocosméticos específicos. Como resultado, contribui para uma renovação celular, redução de rugas finas, lifting facia e remoção de manchas.

Além disso, promove uma melhor hidratação e auxilia na produção de colágeno e, por consequência, deixando a pele mais nutrida e revitalizada.

Qual é a indicação?

Uma das suas vantagens é a versatilidade, visto que poderá ser utilizada em todos os casos. Porém, o profissional deverá estar atento à correta anamnese, evitando seu uso em áreas que apresentem lesões suspeitas.

Ou então, pacientes que apresentem alguma alteração metabólica sistêmica que necessite de acompanhamento médico.

Como cada tipo de luz atua?

Para entender a correta indicação, é necessário conhecer os diferentes tipos de luzes. Portanto, confira abaixo a ação e indicação para as quatro luzes de LED e laser.

LED Azul (+/- 470nm)

  • Absorvido por Porfirinas;
  • Bactericida (em organismos que contém Porfirinas fisiológicas, no tratamento da acne, por exemplo);
  • Produz hidratação imediata;
  • Contribui para maximização de peelings físicos ou químicos;
  • Atua na melanina, fraccionando esta molécula, induzindo a mesma a absorver menos luz, ocasionando clareamento em manchas melânicas.

biofotônica facial

LED azul emitido pelo Equipamento Vênus. Disponível AQUI.

LED Âmbar (+/- 590 nm)

  • Absorvido por Ribossomos (síntese cadeia aminoácidos);
  • Contribui para aceleração da velocidade da síntese proteica de fibras colágenas, elásticas, etc;
  • Ocasiona quebra nas ligações de hidrogênio que se formam em processos de glicação, melhorando a elasticidade das fibras adensadas, prevenindo processos de rupturas das mesmas (popularmente conhecido com estrias).

biofotônicaLED âmbar emitido pelo Equipamento Vênus. Disponível AQUI.

Laser Vermelho (+/- 660 nm)

  • Absorvido por substâncias presentes na mitocôndria de células superficiais (tecido epitelial e tecido conjuntivo subjacente);
  • Aumento da síntese de ATP;
  • Maior quantidade de energia, maior produção de colágeno e elastina;
  • Aumento da microcirculação periférica;
  • Liberação de endorfinas, encefalinas e inibição da cicloxigenase (analgesia).

biofotônicaLaser vermelho emitido pelo Equipamento Vênus. Disponível AQUI.

Existem aparelhos que possibilitam que o profissional utilize um tipo de luz por vez ou combinando os tipos de luzes na mesma aplicação.

biofotônicaLaser com combinado de cores emitidos pelo Equipamento Vênus. Disponível AQUI.

Laser Terapêutico Infravermelho (+/- 808 nm)

  • Absorvido por substâncias presentes na membrana plasmática de células mais profundas (tecido conjuntivo, tecido muscular, tecido ósseo e cartilagem);
  • Produz uma alteração na permeabilidade da membrana com aumento na absorção de nutrientes, água e dermocosméticos;
  • Ativação do metabolismo celular;
  • Contribui para o aumento da microcirculação periférica profunda (excelente indicação para ativação de linfonodos em pré e pós-drenagem linfática).

Em suma, independente do laser que você optar para usar em seu consultório, é importante avaliar qual vai se adequar aos procedimentos que você já realiza. A partir disso, você vai poder usufruir de todos os benefícios do laser na harmonização orofacial que apresentamos aqui.

Edilmar Marcelino 

Doutorado em Biotecnologia
Mestre em Pesquisa e Desenvolvimento – Biotecnologia Médica
Mestre em Saúde Coletiva
Especialista em Disfunção Crânio Mandibular
Especialista em Implantodontia
Especialista em Endodontia
Especialista em Odontologia do Trabalho
Especialista em Reabilitação Oral
Graduado em Odontologia, Filosofia, Ciências e Pedagogia.

Comentários

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *