Como começar o ano novo?

Eu acho super curioso quando alguém diz algo semelhante a isso: ano que vem será o meu ano, você vai ver, só. Eu confesso, eu sempre espero ver os resultados positivos na vida dos meus amigos, principalmente os que sabem que os resultados só vem quando você faz algo por eles. 

George, não adianta mesmo só fazer as metas?

Não. Sinceramente, não apenas. 

Não é algo simples de se aprender, na verdade pouca gente sabe como fazer metas. É um grande exercício de autoconhecimento e de entendimento de como as coisas podem ser alcançadas, de como as mudanças funcionam. Tudo começa na meta sim, mas a chave para o sucesso da mudança real é descobrir qual maneira funciona melhor para você e seguir em frente com ela. Não use os outros como padrão, descubra o seu.

Uma das metas que mais ouvi nesse ano é da vontade de amigos meus, formados já a algum tempo, que querem investir mais na Odontologia. Os investimentos são variados e muito intrigantes, como mudanças de especialidade, de novos cursos de atualização (em tempos de falta de congressos presenciais), reformas nos consultórios, aquisição de equipamentos mais modernos, etc.

Não há limites!

Não deve haver limites para seus planos, para suas metas. Não se limite, aliás, não se limite nem à Odontologia. Lembro que a educação é um ótimo caminho, mas também é preciso ter outro tipo de educação, além da Odontologia convencional. Busque por educação empreendedora, educação financeira, educação sobre como cuidar da própria saúde, etc.

E como cumprir as metas de ano novo segundo a ciência?

Há uma pesquisa que demonstrou que 88% das pessoas costumam abandonar um novo hábito já no mês de fevereiro do ano novo. Já outro estudo, feito na Universidade de Scranton, nos EUA, foi além, disse que apenas 8% dos indivíduos realmente conseguem levar à frente suas promessas. Será que você se encaixa nesses 8%? 

E o que acontece nesse caminho de fracassos? Como evitá-los?

Essa auto sabotagem acontece porque costumamos superestimar nossa capacidade de mudança, isso mesmo, aí não é incomum estipularmos metas irreais e até impossíveis de serem alcançadas. Uma forma de mudar essa realidade é pensar em poucas metas, tentar tornar os novos hábitos mais fáceis de serem executados, dividir com amigos ou compartilhar esse compromisso em redes sociais, comemorar as pequenas vitórias e, lembre-se, tudo é questão de perspectiva, a mudança é diária, é construída todos os dias.

A mudança, o crescimento, não ocorre como num passe de mágica.

Então, desejo a você um grande ano, o melhor deles, muito mais interessante do que o último que passou, com muitas situações onde o desconforto aparente sirva como uma mola propulsora, que nos movimente para frente! Seja otimista, seja grande!

>>>Leia mais: 5 dicas para o planejamento financeiro do seu consultório

Feliz ano novo! Feliz 2022!

Sobre o autor: 

George Bueno | @georgebueno

Especialista em Ortodontia – UERJ;
Mestre em Odontologia (Ortodontia) – UERJ;
Doutor em Saúde Coletiva (Epidemiologia) – UFES,

✍️ Deixe seu comentário
📢 Compartilhe com os amigos
🕵 Siga nossas redes:

➡ Facebook
➡ Instagram
➡ Twitter
➡ Pinterest
➡ TikTok

Acesse nossa Loja Virtual e encontre a solução completa para você na Odontologia!

Referências:

https://super.abril.com.br/comportamento/como-cumprir-promessas-de-ano-novo-segundo-a-ciencia/

Comentários

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.