#juntospelaodonto

Dentista, pague menos imposto de renda (sem burlar a lei)

Dentista, pague menos imposto de renda (sem burlar a lei)
Compartilhar | Comentar

Será que é possível pagar menos imposto de renda sobre a receita do consultório, mas sem correr o risco de cair na malha fina? Será que tentar “driblar” a Receita Federal é a única solução para diminuir a carga tributária? Com certeza é possível pagar menos imposto de renda, desde que você tenha conhecimento sobre o assunto ou contrate um profissional qualificado para isso.

A legislação do Imposto de Renda permite ao dentista, enquanto pessoa física, deduzir algumas despesas do consultório, fazendo com que o valor de imposto a pagar seja menor. No entanto, isso só é possível quando essas despesas são escrituradas no Livro Caixa e quando são comprovadas por meio de documentação idônea.

O Livro Caixa registra mensalmente, em ordem cronológica de data, toda a entrada e saída de dinheiro do consultório. Dessa maneira, é possível não só deduzir as despesas do consultório da base de cálculo do imposto de renda, como também ter um controle financeiro do seu negócio.

O que seria a base de cálculo do imposto de renda?

A base de cálculo do imposto de renda é o resultado da receita menos as despesas dedutíveis. É sobre essa base que irá incidir a alíquota do imposto de renda a pagar e não sobre a receita bruta.

Essa alíquota de imposto obedece à tabela progressiva do imposto de renda disponibilizada pela Receita Federal. Quanto maior o valor da base de cálculo, maior a alíquota de imposto de renda e, consequentemente, maior o imposto a pagar.

Ao deixar de deduzir as despesas do seu consultório, você pagará MAIS imposto de renda. Isso acontece porque a alíquota do imposto de renda irá incidir diretamente sobre a receita. Veja os exemplos a seguir:

No exemplo anterior, ao deixar de deduzir as despesas, o valor do imposto de renda a pagar será de R$ 2.475,00 a mais por mês, ou seja, R$ 76,02% a mais. É uma diferença considerável e, portanto, essa possibilidade legal de dedução jamais deve ser negligenciada.

Quais são as despesas dedutíveis do Livro Caixa para pagar menos imposto de renda?

São dedutíveis da base de cálculo do imposto de renda:

1- A remuneração paga a terceiros, desde que com vínculo empregatício, e os encargos trabalhistas e previdenciários;

Portanto, as despesas com salários da recepcionista e da auxiliar, além do FGTS e INSS incidente sobre a folha de pagamento, podem ser deduzidas do Livro Caixa e, por isso, reduz o valor a pagar de IR.

2-  As despesas de custeio pagas, necessárias à percepção da receita e à manutenção da fonte produtora.

Nota-se aqui, a subjetividade que norteia a questão do que pode ser dedutível ou não. Existe uma linha muito tênue dificultando a decisão do que pode e do que não pode ser deduzido. Dessa maneira, é imprescindível o bom senso por parte do profissional. Isso porque a legislação não descreve com clareza as despesas necessárias à percepção da receita.

Algumas despesas são óbvias e não geram dúvidas se podem ou não serem deduzidas, mas, por outro lado, existem despesas que geram questionamentos, como por exemplo, despesas com conta de telefone celular. Alguns exemplos de despesas dedutíveis são:

  • Aluguel;
  • Condomínio;
  • Energia;
  • Telefone;
  • IPTU;
  • ISS e Taxa da Vigilância Sanitária;
  • CRO;
  • Material de consumo (Dental);
  • Laboratório de Prótese;
  • Material de Limpeza e Descartáveis.

O valor das deduções é limitado ao valor da receita mensal, sendo permitido o cômputo do excesso de deduções nos meses seguintes até dezembro. Isto é, o excesso de despesa não pode ser transportado para o ano seguinte. Sendo assim, nunca a despesa dedutível lançada no Livro Caixa em um determinado mês é maior do que a receita. Nunca!!!

Portanto, dentista que atende como pessoa física faça seu Livro Caixa para pagar menos imposto de renda!!!! É uma opção 100% legal.

Toda e qualquer despesa do consultório é possível deduzir do Livro Caixa?

Não. Algumas despesas não podem ser deduzidas da base de cálculo como, por exemplo, equipamentos odontológicos, móveis, computador, ar condicionado e gastos com locomoção. Essas despesas são consideradas não dedutíveis

Então, percebe-se que não é possível deduzir qualquer despesa do consultório, mas por outro lado, aquelas que são dedutíveis devem ser escrituradas no Livro Caixa para serem deduzidas da receita e, consequentemente, diminuir o imposto de renda a pagar. Ao fazer dessa forma, não há risco de cair na malha fina.

Autora:

Rita de Cassia Ferreira da Silva
Contadora e Cirurgiã-Dentista
Criadora do Curso IR sem Segredo
@ritasilvafc

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.