Odontopediatria

Saiba tudo sobre humanização na odontopediatria

Saiba tudo sobre humanização na odontopediatria
Compartilhar | Comentar

Chegou a hora de visitar um especialista em odontopediatria! Muita pesquisa, conversas na porta da escola, indicações dos coleguinhas que já fizeram tratamento anteriormente. Esse é um momento de extrema ansiedade para as crianças, e também para os pais! Afinal, será a “primeira vez” dos filhos no dentista!

Ansiedade, medo, curiosidade! Como será que meu filho vai se comportar? Será que ele vai abrir a boca? Será que ele vai chorar? O odontopediatra é o especialista no atendimento infantil, e cuida com maestria não somente do tratamento dental, como também do comportamento e psicologia que envolve esse momento na vida das famílias.

Como era o atendimento na odontopediatria antigamente?

Durante décadas, o tratamento odontológico era “mecânico”. Se buscava o dentista quando já houvesse desconforto, dor e complicações. Não havia muito diálogo, e as relações interpessoais não eram fortalecidas. Não havia percepção de sentimentos e não havia diálogo e conversa para entender o que a criança estava vivendo e como era a sua rotina. Além disso, não se entendia o núcleo familiar e quais eram as expectativas da família para o tratamento. O uso de técnicas restritivas para controle de comportamento eram muito utilizadas. Portanto, tornava as crianças daquela época, hoje, adultos com medo de dentista, e medo de que essa experiência negativa se repita com seus filhos.

A Odontopediatria atual e transdisciplinar tem um novo olhar.

Hoje os atendimentos são baseados em um respeito único e especial por cada família. Tem integração com outras áreas da saúde e visa o completo bem-estar da criança em todas as suas esferas. Cada criança é única, possui comportamentos únicos, dificuldades únicas, situações únicas. Portanto, o odontopediatra busca individualizar cada uma delas na sua essência, respeitando os limites e dificuldades. E, acima de tudo, se reinventando em cada consulta para conseguir acolher a criança e criar vínculo.

Humanização, empatia e amor!

Humanização da odontologia é isso: oferecer um tratamento especial, com acolhimento, respeito e amor, aliando com uma prática clínica baseada em evidências cientificas. Hoje, é provado que brincar faz parte do desenvolvimento infantil no aspecto físico, social, cultural, afetivo, emocional e cognitivo.

Brincar ajuda a construir relacionamentos e fortalecer a integração da criança na sociedade.

No atendimento infantil, o especialista utiliza recursos lúdicos de manejo de comportamento para construir essa ponte de confiança. O abandono do “jaleco branco” é apenas um dos recursos do Odontopediatria: hoje sua vestimenta é colorida e as luvas são coloridas e saborizadas. Além disso, seu consultório é adaptado para receber a criança. Hoje, o consultório está cheio de personagens dos desenhos que elas gostam, com brinquedos e muitas cores. Além disso, o aroma do consultório também é carinhosamente pensado a fim de não trazer o “sentimento de médico-hospital-vacina” á tona na mente dos pequenos.

Modelagem comportamental utilizando um Unicórnio com dentes para ensinar a escovação

Essas lembranças desagradáveis, são chamadas de “medo indireto”, onde a criança assimila o “consultório odontológico” com uma experiência negativa que já teve no passado. Diante disso, o odontopediatra se esforça ao máximo para que o atendimento seja uma experiência nova e inspiradora para a criança.

Consultório de Odontopediatria Dentista Só Pra Baixinhos

Sem dúvidas, todo esse carinho com a organização do consultório, com as cores, sabores e cheiros, mostra aos pais que o atendimento foi organizado e planejado para ser o mais especial possível para seu filho.

Mas, será que somente um ambiente colorido, especial e criativo é o suficiente para que a criança “abra o bocão”?

Não! O especialista em odontopediatria deve se manter atualizado em técnicas, não apenas de manejo, como também em materiais e tratamentos que sejam “rápidos” para as crianças. Ao mesmo tempo, é essencial que tenham comprovação científica, de ótima qualidade para evitar possíveis retratamentos.

Mesa clínica com materiais de alto nível de evidencia científica e ao mesmo tempo lúdico.

Afinal de contas, uma postura firme, mas ao mesmo tempo cheia de amor, tolerância e uma terapêutica embasada nas melhores evidências cientificas, são a somatória do sucesso para um tratamento com maestria! Com esse caráter humanizado, a missão da odontopediatria é devolver a saúde bucal e contribuir na formação de crianças saudáveis e felizes, pois, crianças felizes constroem um mundo melhor!

Alessandra Souza Linares Silva – Dentista Só Pra Baixinhos
Especialista e Mestre em Odontopediatria.
Pós Graduada em Pacientes com Necessidades Especiais.
Professora e Coordenadora da especialização em Odontopediatria com ênfase em ortopedia funcional dos maxilares e pacientes especiais.

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.