Ledterapia na Harmonização Orofacial: Tudo o que você precisa saber

Nos últimos anos a utilização de ledterapia na harmonização orofacial tornou-se muito frequente e necessária para os profissionais da área. Essa terapia vem sendo muito utilizada dentro dos consultórios odontológicos trazendo benefícios e agregando recursos nos tratamentos estéticos dos pacientes.

No mercado, atualmente, existem diversos equipamentos para a aplicação da ledterapia. O mecanismo do equipamento funciona através de cristais semicondutores emissores de LED (Light Emission Diodo) que ao irradiar ondas de luz, realiza a penetração nos tecidos, sendo capaz de promover uma reação fotoquímica que desencadeia um aumento do metabolismo celular do local. Os LEDS são medidos através dos tipos e comprimento de onda, potência, tempo, área irradiada e modo, podendo ser contínuo ou pulsado.

Na harmonização facial ele é muito utilizado para eliminar a inflamação local, a vermelhidão e inchaço que ficam pós procedimentos, roxos e manchas como melasma, além de trazer uma hidratação e luminosidade para a pele. Além disso existem protocolos combinados que trazem resultados extremamente satisfatórios como por exemplo: a plástica biofotônica facial onde associamos o led azul, vermelho, âmbar e violeta na região de face e colo e o resultado final é imenso, trazendo hidratação , drenagem linfática, estímulo de síntese de colágeno, preenchimento natural de expressão e clareamento de manchas e luminosidade.

Cada cor possui um determinado comprimento de onda, sendo as cores mais utilizadas a vermelha, o âmbar, azul, vermelha e o infravermelho e os comprimentos variam de 380nm a 1200nm. Veja as indicações clínicas dele no quadro abaixo:

Através das cores da luz, o profissional consegue montar protocolos individuais ou associados agregando qualidade e valor para o tratamento.

O LED também possui efeitos fisiológicos dentre eles estão o aumento da síntese de ATP (adenosina trifosfato); redução do pH intracelular; estimulação de macrófagos; ativação dos fibroblastos; alteração da membrana celular; angiogênese (formação de novos capilares sanguíneos); aumento da atividade fagocitária (eliminação de restoscelulares para cicatrização, por exemplo).

>>>Leia mais: O uso do laser na Odontologia

Diferente de outros tratamentos a laser que promovem o aquecimento intense da pele, a fototerapia com Led atua diretamente nas células de forma não ablativa, de forma que não há dor, marcas ou cicatrizes, tornando-a um tratamento considerado não agressivo, sem grandes efeitos colaterais. Apesar disso, pode ser contraindicado em algumas condições como em indivíduos com fotossensibilidade, pacientes que fazem uso do tretinoína/isotretinoína, portadores de câncer no local a ser tratado, gestantes e lactantes.

Dependendo do objetivo da ledterapia, para obtenção de melhores resultados é recomendado realizar de 4 a 10 sessões de fotoestimulação de cerca de 10 a 30 minutos, conforme a gravidade da condição a ser tratada, com um intervalo mínimo de 2 dias a uma semana… É importante lembrar que: cada caso terá uma indicação específica de uso.

 

✍️ Deixe seu comentário

📢 Compartilhe com os amigos

🕵 Siga nossas redes:

➡ Facebook

➡ Instagram

➡ Twitter

➡ Pinterest

➡ TikTok

Acesse nossa Loja Virtual e encontre a solução completa para você na Odontologia!

Comentários

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.