Endodontia

Magnificação como aliada da odontologia

Magnificação como aliada da odontologia
Compartilhar | Comentar

Pra começarmos a falar de endodontia, precisamos começar do princípio: a magnificação. Será que você realmente consegue enxergar bem? Ou teve dificuldade pra enxergar algum procedimento que executou? Será que você realmente consegue trabalhar com uma boa ergonomia sem ter dores em seu corpo durante seu dia de trabalho? Se a resposta for não para algumas destas perguntas, você realmente deverá passar por mudanças em sua vida profissional.

Como a magnificação pode auxiliar no dia a dia do profissional

O olho humano tem um limite de resolução, ou seja, capacidade de observar um objeto com nitidez e detalhes. Para enxergar com conforto em odontologia, podemos lançar mão das lupas odontológicas ou dos microscópios operatórios. Com toda certeza, esses materiais irão melhorar muito sua qualidade no trabalho e, consequentemente, melhorarão suas condições de saúde. Magnificação na odontologia significa utilizar aparelhos ou objetos que possibilitem enxergar as estruturas solucionando os problemas de visão e iluminação. Nesse artigo, serão abordados os dois
equipamentos essenciais da magnificação.

1. Lupas Odontológicas

As lupas odontológicas são instrumentos ópticos com lentes que possibilitam visualização de imagens ampliadas. Na hora de escolher a sua lupa, alguns fatores são importantes para serem analisados: a óptica de suas lentes deve ser de qualidade e, de preferência, possuir um ajuste da distância interpupilar e distância focal individualizados para cada cirurgião-dentista. As lupas odontológicas podem ser do tipo single lens ou telescópicas.

Lupas single lens

As lupas single lens (figura 1), são formadas por lentes de acrílico ou vidro óptico de baixa qualidade. Elas não possuem ajuste da distância interpupilar individualizado e a distância focal é pequena, desta forma não proporciona uma boa ergonomia ao usuário.

Lupas telescópicas

As lupas telescópicas (figura 2) são formadas por múltiplas lentes de vidro. Elas proporcionam uma visão convergente e plana. Os ajustes de distância interpupilar e distancia focal podem ser
individualizados para cada pessoa. Podem ser TTL (through the lens), onde o campo de visão é mais restrito, ou flip-up, que possibilitam um campo de visão maior. Dentro das lupas telescópicas de boa qualidade, podemos encontrar as com constituição óptica do tipo Kepler ou Galilei. Todas estas lupas são ótimas opções, e você deve escolher o aumento de acordo com suas necessidades. Outro fator importante é que as lupas tenham um fotóforo (luz adicional de LED), para que aumente a iluminação de seu campo operatório.

2 – Microscópios Operatórios

Os microscópios (figura 3) possibilitam uma visão estereoscópica, ou seja, é possível visualizar objetos em três dimensões através dos nossos olhos repousados paralelamente sobre as oculares. Desse modo, é proporcionado um maior conforto visual e profundidade de foco. A microscopia pode auxiliar em um correto diagnóstico, proporciona maior conforto para o paciente e profissional e confere maior precisão nas técnicas e agilidade nos tratamentos diminuindo o número de erros. Os microscópios podem ser usados em todas as especialidades da odontologia. Podemos usar em procedimentos endodônticos, periodontia, cirurgias, dentística, prótese, odontopediatria, ortodontia, dentre outros.

Experimente! Não custa tentar. Toda a persistência te levará a perfeição!

Além dos benefícios na visão e iluminação, esses materiais melhoram em nossa ergonomia de trabalho. Passamos a trabalhar mais eretos, já que costumamos ficar na mesma posição de 11
ou 12 horas. Com todos esses materiais citados, é importante se atentar a outro fator também: O mocho. Quando se fala de magnificação, o ideal é que os mochos tenham apoio de braço,
proporcionam maior conforto devido a precisão nos movimentos ser melhorada. Tudo isso pode contribuir para a excelência dos resultados finais dos nossos trabalhos. Existes vários modelos e marcas de lupas e microscópios à disposição no mercado nacional, desta forma é interessante aos profissionais fazerem curso de capacitação e aperfeiçoamento na área da microscopia para poderem escolher um equipamento adequado para seu uso diário. O seus usos exigem paciência e mudanças na forma de trabalho, passando a odontologia a ser mais conservadora e minimamente invasiva.

Profª Milena Perraro Martins
Doutoranda, Mestre e especialista em Endodontia
Especialista em Implantodontia e Saúde coletiva e da família. 

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.