Especialidades

O protetor bucal no futebol

O protetor bucal no futebol
Compartilhar | Comentar

Em tempos de Copa no Brasil, não tem como a gente fugir do assunto “futebol”. Imaginem que todos os anos centenas de pessoas precisa fazer tratamentos dentários por causa de lesões e traumas durante uma partida de futebol. E olha que não estou falando apenas do futebol profissional. O futebol é o esporte nacional. Jogamos desde que somos crianças, seja com nossos amigos no colégio, no prédio, na quadra do parque ou na quadra alugada aos finais de semana. Um esporte de impacto com chances de cabeçadas, cotoveladas, boladas, quedas, chutes, esbarrões e trombadas. Muitos dentes quebrados poderiam ser evitados com o uso do protetor bucal.

Fazendo uma rápida busca pela Internet vemos que o futebol é o segundo esporte nacional com maior adesão dos protetores bucais personalizados. Os protetores de eleição são os personalizados. Primeiro porque eles copiam exatamente o contorno dos dentes e da arcada do seu usuário. Ele só cabe ali e assim tem mais chances de absorver os impactos e evitar fraturas dentais e de ossos como a mandíbula. Imagine o quanto de prejuízo não daria um jogador profissional com uma mandíbula ou outro osso da face quebrado? Quanto tempo sem jogar? Quanta dor e dificuldade de se alimentar? Quantas cirurgias e tempo de recuperação?

Uma curiosidade do mundo da bola é que desde 2010, o atual melhor jogador do mundo, o português de sobrancelhas feitas, Cristiano Ronaldo (CR7), usa um protetor bucal que dizem ter custado cerca de 100 Euros. Seus fabricantes atestam que quando o jogador morde e contrai a musculatura sobre o protetor, ele melhora seu alinhamento de cabeça, pescoço e tórax, além do equilíbrio e ainda teria mais potência em seus chutes. Se tudo isso é verdade ou não, não posso dizer com certeza, mas que ele está com os dentes protegidos, está.

Outros atletas, como o jogador uruguaio, Loco Abreu também aderiram ao protetor bucal personalizado. E bota personalizado nisso! É possível escolher cores, desenhos ou escritos para frente do seu protetor. No caso do atacante uruguaio, seu protetor replica a bandeira de seu país natal. O goleiro do Flamengo também usa e aprova. Ele tem menos medo de sorrir depois de tomar uma bolada.

O Protetor bucal personalizado não atrapalha a respiração, a comunicação e permite a ingestão de líquidos, além de aumentar a segurança do jogador, psicologicamente. Será que não seria uma evolução para o futebol o seu uso obrigatório? Existem diferentes tipos de espessuras de protetores para cada esporte e para cada idade. Mesmo que você não seja um esportista profissional, mas pratique um esporte de contato, você deve procurar seu dentista para prevenir fraturas e economizar um belo dinheiro.

Confira mais sobre protetores personalizados aqui.

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.