Casos Clínicos

Por1Sorriso: mais um caso clínico em Nova Olinda

Por1Sorriso: mais um caso clínico em Nova Olinda
Compartilhar | Comentar

O objetivo deste relato é divulgar o trabalho incrível realizado pela ONG Por1sorriso, que promove saúde de qualidade através da odontologia, para comunidades de vulnerabilidade social e com pouco acesso à assistência.

No caso clínico de hoje, conheça o paciente Francisco Aparecido Coelho, que não apenas teve o sorriso transformado, mas também o modo de viver!

“Antes eu sorria falso, só mostrando a ponta dos dentes porque eu tinha vergonha. Pensavam que eu era falso, mas na verdade era meu sorriso. Hoje acordei bem e feliz da vida. Agora posso trabalhar melhor. E posso também trabalhar com o público, porque não dá pra atender as pessoas sem sorrir. Meu sonho era fazer tudo isso. Realizei meu sonho”  disse Francisco.

Relato do caso clínico Por1Sorriso

Atualmente, com 39 anos, o paciente Francisco, passou pela primeira consulta na ação de Nova Olinda em outubro de 2019, onde sucedeu a anamnese e exame clínico.

Posteriormente, constatou-se a presença de diversas lesões de cárie e ausências de elementos que levavam à necessidade de PPR superior e inferior.

Ao passo que, no dia seguinte, efetuou-se a raspagem, profilaxia e orientação de higiene.

Além disso, realizou-se as restaurações dos elementos 11 (reconstrução), 21 (reconstrução), 12 (prótese adesiva), 13(ML), 22 (MV), 23 (MV), 26 (O), 31 (M), 41 (M) e 44 (O)

Portanto, os materiais utilizados foram: condicionador ácido 37% FGM, adesivo Ambar Universal, Resinas Vitra APS e Bulk fill 3M. Nessa consulta, também ocorreu a moldagem das arcadas com Alginato Tipo I Jeltrat Plus.

Então, na terceira consulta realizou-se a entrega das próteses removíveis e fotografias finais do caso.

Considerações Finais

Afinal, devolver o sorriso é muito mais que preservar a estética, é devolver qualidade de vida. Hoje, Francisco segue feliz, se tornou um ex-fumante e um entusiasta da vida.

Confira algumas fotos do caso e mensagem do paciente.

>>>Conheça outros casos clínicos da ONG Por1Sorriso

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.