Protocolo GBT: Uma nova filosofia em saúde bucal com alta tecnologia

As práticas odontológicas modernas devem ser pautadas no modelo de promoção de saúde. A remoção e controle doméstico e/ou profissional do biofilme dental, principal agente etiológico das doenças bucais mais prevalentes, como a cárie e as alterações periodontais, deve ser o objetivo central para a manutenção da saúde bucal do paciente. Orientar e estimular o indivíduo a realizar de forma eficaz a sua higiene bucal são papéis do dentista. As visitas periódicas ao profissional para acompanhamento e realização de profilaxias dentais com o intuito de potencializar a remoção do biofilme dental são essenciais. Ao longo deste artigo vamos conhecer mais sobre o Protocolo GBT!

Os métodos profissionais mais comumente usados para obter a redução do biofilme e do cálculo dental são as escovas rotatórias de polimento, pastas abrasivas, jatos de bicarbonato, ultrassom e curetas. Porém, o desgaste da superfície, desconforto e sabor desagradável são algumas das desvantagens da utilização desses métodos. Para superar esses inconvenientes, a EMS Dental reuniu diversos processos eficazes para remoção do biofilme dental, com foco no binômio paciente-dentista, traduzidos em uma nova e eficaz filosofia, o Protocolo Guided Biofilm Theraphy (GBT) .

Conceito inovador de abordagem para promoção de saúde bucal, o Protocolo GBT é uma terapia eficiente, segura, sistemática e minimamente invasiva, que tem como objetivo a remoção de biofilme. A inovação, que está revolucionando a assistência em odontologia em todo o mundo, beneficia não só adultos, mas também adolescentes e crianças. Pacientes sadios ou com cárie dentária, gengivite, periodontite ou peri-implantite podem e devem passar pelas oito etapas que integram a terapia.

O equipamento utilizado no Protocolo GBT é o Air Flow Prophylaxis Master, composto por três peças de mão:

  • Airflow;
  • Perioflow;
  • Piezon No Pain.

Juntas, elas são aplicadas em um sistema de abordagem terapêutica composta por 8 (oito) passos:

  1. Exame para diagnóstico das alterações bucais;
  2. Evidenciação educativa do biofilme dental;
  3. Orientação personalizada da higiene bucal;
  4. Remoção do biofilme supragengival e subgengival, alcançando até 3 a 4 mm abaixo do sulco gengival (Airflow);
  5. Remoção do biofilme subgengival em profundidades superiores a 3 mm (Perioflow);
  6. Remoção do cálculo dental (Piezon No Pain);
  7. Reavaliação do processo terapêutico;
  8. Retorno do paciente para repetição da terapia.

A evidenciação do biofilme auxilia não só na abordagem educativa, ao estimular o paciente a se posicionar como protagonista do processo, mas também atua como guia na sua remoção pelo profissional. Ao contrário do que se pode esperar o evidenciador não mancha as superfícies dentais nem mesmo de restaurações de resina e próteses em cerâmica ou porcelana.

A remoção do biofilme é realizada com água – morna – e eritritol, adoçante proveniente de frutas que apresenta baixo índice glicêmico, portanto adequado para diabéticos e pacientes com ingestão reduzida de sal, com o auxílio das peças de mão Airflow e Perioflow.

Confira um vídeo que compara o método tradicional de profilaxia com o Protocolo GBT da EMS.

O eritritol pode ser usado diretamente na superfície dental e de restaurações de compósitos, coras de cerâmica e superfícies de implantes, pois apresenta partículas de tamanho reduzido (14um), possibilitando a sua utilização sem preocupação de alteração superficial, diferente do bicarbonato, cuja partícula varia de 60 a 40um, gerando desgaste e desconforto pelo seu impacto. O sabor adocicado do eritritol torna o procedimento agradável, o que somado à água morna usada durante o processo, proporciona conforto e relaxamento ao paciente, podendo ser usado até no dorso da fingia, potencializando a higiene dessa região.

A remoção do biofilme a 3 a 4mm abaixo do sulco gengival, de forma minimamente invasiva, é um grande diferencial do Airflow, pois esta é uma região não alcançada pelos métodos convencionais. Sítios de difícil acesso, como acessórios ortodônticos, superfícies de implantes, regiões de transição “dente-restauração”, são facilmente higienizados pelo sistema. Além da remoção do biofilme e até mesmo do cálculo de formação recente, localizados supra e subgengivalmente, o reduzido tamanho das partículas de eritritol possibilita a limpeza de manchas extrínsecas provenientes da dieta, deixando o sorriso do paciente mais “iluminado”.

A redução do sangramento durante a remoção de biofilme com o Perioflow nas bolsas periodontais é outra importante vantagem, já que a peça facilita a visualização do campo pelo dentista. Os benefícios para o paciente vão além do conforto.

O Piezon cerâmico com tecnologia No Pain, é um sistema de ultrassom “inteligente” que apresenta vibração linear e energia dinâmica que leva a informação da ponta da peça de mão até a base,125x/seg, permitindo a emissão e das ondas sonoras de alta frequência, somente quando a ponta entra em contato com o cálculo promovendo a sua fratura e remoção. Além da redução de ruídos, o procedimento é extremamente confortável pois não libera constantemente energia como na maioria dos sistemas convencionais.

O Protocolo GBT –  Guided Biofilm Therapy – consegue reunir os dois pilares que norteiam o atendimento da Odontologia baseada na promoção de saúde: a aplicação de medidas educativas e execução de procedimentos profissionais de profilaxia dental utilizando tecnologia de última geração.

Sobre o autor:

Dra. Ana Carla Robatto Nunes
Profa. Adjunta das disciplinas de Cariologia e Odontopediatria da Faculdade de Odontologia (UFBA)
Especialista e Mestre em Odontopediatria (USP)
Doutora em Ciências – Microbiologia (USP)
Coordenadora do curso de Especialização em Odontopediatria (ABO-BA)

Comentários

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *