Qual método de clareamento escolher para o tratamento do paciente?

Faz parte do envelhecimento humano o amarelamento dos dentes, já que com o passar dos anos temos um desgaste natural e provocado da estrutura do esmalte dentário que serve como barreira protetora para os dentes absorverem menos pigmentos. Se eu tenho desgastes ou falhas nessa barreira, os dentes absorvem muito mais pigmentos do que um esmalte jovem e integro. Além da idade, outros fatores contribuem para essa situação, como a má escovação, o consumo de determinados alimentos em excesso (como vinho, suco de uva ou café), o uso de medicamentos, entre outros. Assim, o clareamento visa restaurar a cor original dos dentes, deixando um resultado mais iluminado, sem manchas, usando, para isso, determinados agentes clareadores e técnicas diferenciadas.

Vale lembrar que o tratamento não consegue fugir dessa cor original dos dentes e isso é um ponto muito importante a ser reforçado na relação profissional x paciente. Ou seja, se você tem como base uma cor mais amarelada ou até acinzentada, a técnica trabalhará dentro dessas tonalidades.

Para modificá-las, somente com o uso de facetas ou lentes de contato. Outros fatores também podem influenciar a cor final do seu sorriso, como a presença ou não de restaurações, os hábitos alimentares e de higiene bucal e ainda a realização de uma limpeza profilática antes do clareamento.

>>>Leia mais: Protocolo GBT: Uma nova filosofia em saúde bucal com alta tecnologia

Contraindicações do clareamento

Apesar de ser um tratamento que está se tornando bem comum e com os avanços das tecnologias, mesmo quando não usamos agentes clareadores, não há relatos na literatura de técnicas aplicadas em gestantes por exemplo. Pelo sim ou pelo não, se não temos evidencias cientificas não aconselho colocar a técnica em pratica. Dentre essa e outras contraindicações podemos citar:

  • grávidas;
  • menores de 15 anos;
  • pacientes com cáries;
  • pessoas que têm alergia aos componentes da fórmula do gel clareador;
  • pacientes com restaurações defeituosas ou ainda com problemas periodontais ativos;
  • pessoas com problemas de formação do esmalte.

Tipos de clareamento: quais são os mais usados?

1. Clareamento caseiro

Esse é o método mais conhecido de clareamento dental. Ele é feito com o uso de uma moldeira de silicone confeccionada de maneira personalizada e um gel clareador podendo ser peróxido de carbamida ou hidrogênio. Normalmente, o paciente usa durante a noite ou por algumas horas durante o dia. Porém, existem géis que podem ser usados por apenas 4 horas e outros que necessitam só de 30 minutos diários.

As concentrações também variam de paciente para paciente, bem como a moldeira, que é feita de forma personalizada, evitando que o produto entre em contato com a gengiva.

A vantagem do clareamento caseiro é um tempo menor de cadeira para executar a técnica, porém o resultado está nas mãos do paciente. Mesmo você realizando um correto planejamento, ainda sim, podemos ter resultados não esperados com a técnica. Por isso sempre reforço, paciente para clareamento caseiro tem um perfil especifico, não são todos que tem disciplina para seguir todas as orientações de forma assídua.

2. No consultório

Nesse tipo de clareamento utilizamos géis clareadores com concentrações bem maiores do que no clareamento caseiro por exemplo.

O tempo de aplicação do produto na superfície dentária vai variar de acordo com a orientação do fabricante na bula. A vantagem é que o resultado aparece rapidamente, porém com estabilidade variável e com grandes chances de hipersensibilidade dentinária.

Para minimizar esse desconforto, recomendo a utilização do gel dessensibilizante durante a consulta, aplicação da barreira gengivais cobrindo regiões incisais que sofreram desgastes e se você tiver, aplicação de laser vermelho de baixa potencia com intuito de trazer analgesia.

>>>Leia mais: Saúde financeira do consultório: Como melhorar com o clareamento dental

3. Clareamento interno

É o clareamento mais desafiador na odontologia, com baixa previsibilidade de resultados ainda mais quando temos dentes tratados endodonticamente há muitos anos.

Porém é um tratamento conservador maravilhoso, com amplos estudos científicos, seguro quando executado com excelência e que podem transformar a autoestima do nosso paciente, já que a maioria dos dentes acometidos são os dentes anteriores.

Como nos demais, também é usado um gel clareador, que é aplicado na porção coronária do dente e que precisa ser trocado toda semana até que o resultado seja alcançado o que acaba demorando mais que as demais técnicas.

Normalmente, a técnica mais usada é o “walking bleach”, na qual o produto clareador é colocado dentro do dente e fica agindo por cerca de cinco há sete dias. Porém, vale destacar que, de todos os tipos de clareamento, este é o que dá menor certeza quanto aos resultados e que exige um profundo conhecimento do profissional para executar pois qualquer extravasamento de produto pode comprometer a estrutura dentária levando ate mesmo a perda do dente em questão.

4. Luz Violeta

É considerada uma técnica padrão ouro na odontologia estética, podendo ser utilizada somente a Luz violeta ou a luz associada com um gel clareador de baixa concentração. Mas um ponto MUITO IMPORTANTE a ser descrito é que não se trata de clareamento A LASER e sim de LEDTERAPIA, ou seja, comprimentos de onda e método de ação completamente diferentes.

Um detalhe importante é que, com esse tipo de tratamento, é possível reduzir a sensibilidade dentária praticamente para zero após o procedimento.

>>>Leia mais: Sensibilidade dentária durante o clareamento dental

Embora o tratamento dependa muito das características de cada paciente, em geral, a aplicação da luz violeta leva em torno de 20 minutos e os resultados são notados mais rapidamente, entre a segunda e a terceira sessão.

Ao contrário do que se pensa, é uma das técnicas que exige um treinamento aprofundado já que a maioria dos profissionais colocam a responsabilidade dos resultados no equipamento e não nos estudos científicos do método. Quando se domina esta técnica, os resultados são incríveis!

Agora eu tenho certeza que você não irá errar mais as indicações de cada método e terá resultados maravilhosos!

Sobre a Autora:

Dra. Isabela Bueno

  • Cirurgiã-Dentista em Bauru, SP – Brasil.
  • Possui graduação em odontologia pela Universidade Sagrado Coração, 2014.
  • Pós graduada pelo HRAC-USP BAURU.
  • Especialista em Harmonização Orofacial FUNORTE
  • Referência em Clareamento Dental crosp 115045
  • Equipe Instituto odontológico V&G e UNIGRAVES

Comentários

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.