Reabilitação superior com coroas cerâmicas metal-free cimentadas com Allcem

Relato do Caso Clínico

Após uma criteriosa avaliação inicial do paciente, sexo masculino e 63 anos, percebeu-se a necessidade de intervenção protética com finalidade de reabilitá-lo não só esteticamente mas também funcionalmente. Foi planejada para esta primeira etapa do tratamento a realização de coroas em todos os elementos do arco superior, sendo o material de escolha coroas prensadas e estratificadas sobre copings cerâmicos reforçados por dissilicato de lítio. Como auxiliar de diagnóstico e planejamento, foi utilizado o Digital Smile Design. Para cimentação das coroas foi selecionado o cimento dual Allcem (FGM).

 Avaliação clínica inicial extrabucal e intrabucal.

Vistas iniciais laterais e oclusal superior.

Montagem em articulador para diagnóstico e confecção de provisórios.

Provisórios instalados.

Medição do tamanho dos dentes para auxiliar a confecção das coroas cerâmicas.

Tomada de cor dos dentes com escala cerâmica e de resina e registro de mordida com resina acrílica reembasado com resina composta.

Provisórios removidos, planejamento com Digital Smile Design.

Instalação de fios retratores #0000 e #000 (Pro-Retract, FGM) e moldagem com materiais leve e pesado (silicone de adição).

Copings concluídos e prova em boca.

Peças cerâmicas concluídas pelo TPD Rodrigo Monsano.

Peças cerâmicas concluídas pelo TPD Rodrigo Monsano.

Prova das coroas em boca.

Condicionamento ácido do interior da porcelana, com ácido fluorídrico (Condac Porcelana, FGM) e aplicação do ácido fosfórico a 37% (Condac 37, FGM) no interior das coroas para remoção de excessos de produtos decorrentes do uso do ácido fluorídrico.

Aplicação de silano (Prosil, FGM) no interior das peças protéticas e profilaxia do campo operatório sob isolamento absoluto auxiliado por Top dam (FGM).

Condicionamento ácido (Condac 37, FGM) e lavagem e controle da umidade da dentina.

Aplicação de adesivo (Ambar, FGM).

Cimentação das peças protéticas com Allcem cor A2 e remoção dos excessos de cimento.

Cimentação concluída.

Autores: 

Maciel Jr. – Professor do Curso de Especialização e Extensão em Dentística Restauradora FAEPO/Araraquara. Especialista em Dentística pela FOB/USP. Mestre em Dentística Restauradora pela UNESP Araraquara-SP.

Marcelo Ferrarezi – Professor Adjunto do Departamento de Odontologia Restauradora da Unesp de Araraquara e do Curso de Especialização e Extensão em Dentística Restauradora FAEPO/Araraquara.

Fonte: FGM

Comentários

20 Comentários
  1. Muito bom esse caso !
    Gostaria de saber, se existe o possibilidade de termos a presença desses professores dando curso no Rio de Janeiro.

    • Olá Luiz! No momento este professor tem o curso de especialização dele em Araraquara-SP e em algumas cidades do Nordeste. Assim que tivermos um curso agendado com este professor, avisaremos no site da FGM. Um grande abraço!

    • Ficamos felizes em saber que tenha gostado Newton! Não esqueça de assinar nossa newsletter para receber os artigos sempre em primeira mão. Um abraço!

    • Olá Lauro, obrigada por seu comentário! Respondendo sua pergunta, dependendo do adesivo, é interessante aplicá-lo. Adesivos como o Ambar Universal (FGM) contêm primer para metal/cerâmica em sua composição, e nestes casos, é interessante aplicação do adesivo posterior à aplicação do silano, objetivando adesão química entre a peça e cimento resinoso. Um grande abraço!

    • Olá Alinne! Que bom que tenha gostado Newton! Não esqueça de assinar nossa newsletter para receber os artigos sempre em primeira mão. Um abraço!

    • Olá Maria! O cimento Allcem (FGM) é um cimento dual convencional, ou seja, demanda condicionamento ácido e aplicação de adesivo no dente previamente à cimentação. O cimento Relyx U200 (3M) não demanda estas etapas, sendo autoadesivo. Esperamos ter ajudado. Um grande abraço!

    • Obrigada por suas considerações Maria! Ficamos felizes em saber que o caso atendeu suas expectativas. Continue nos acompanhando para não perder nenhuma novidade. Um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *