Uma geração de dentes azuis: clareamento exige cuidados especiais

Quem é dentista ou da área da Odontologia não consegue assistir TV ou ver alguma postagem nas redes sociais sem deixar de passar os olhos pelos dentes que se expõem quando alguém sorri ou conversa. Assusta ver que o padrão de beleza mudou tão drasticamente de forma com que todos os procedimentos realizados a favor da reabilitação oral, como coroas ou facetas, agora passaram a adotar uma nova terminologia, a das lentes.

De repente tudo que envolve cerâmica, a famosa porcelana, adotou essa nova terminologia e há quem chegue a comparar as “lentes de contato dental” com as lentes de contato ocular tradicionais. E isso está vendendo que nem água.

Mas será essa nova postura saudável? Não que você tenha que permanecer insatisfeito com o seu sorriso, mas é preciso avaliar se realmente é necessário e quais são as suas intenções. A odontologia brasileira é referência mundial e a goiana está entre as melhores do País. Reside nas mãos dos cirurgiões-dentistas e protéticos fabulosos, o senso crítico e as mãos habilidosas que podem rejuvenescer ou envelhecer seu rosto. É um processo que depende do conceito de estética que profissionais e pacientes têm. E isso não é inerente a todos, infelizmente.

Há tanta gente com “dente azul” e “pianinho”, digno de pena. O profissional enxerga a cerâmica de longe, o leigo já pensa que é dentadura. E o bom trabalho é reconhecido aí: olhar um sorriso e não saber se é natural ou artificial. Mas não é apenas a questão estética que está em jogo. A situação é preocupante porque não existe nada que regenere estruturas dentais. Nesse caso, é ainda mais recomendado fazer as prevenções e preservações odontológicas.

Clarear os dentes é o máximo! É necessário, no entanto, entender que os dentes sempre respondem aos processos de clareamento caso a caso e a cor final que eles terão não pode ser garantida em nenhum começo de tratamento. É fato que o clareamento tem o seu lado comercial e opções pelo laser e pelas lentes ainda encantam muitos pacientes mal informados. Cada profissional tem uma conduta e uma técnica, e é importante esclarecer a diferença entre as várias formas de clareamento e se realmente essa luz laser ou a aplicação de facetas é necessária.

Não saia do consultório do seu dentista com dúvidas, saiba todas as opções de tratamento que você pode receber antes de tomar decisões. Afinal, nem toda luz azul é laser, mas dentes “brancos azulados” na maioria das vezes são cerâmicas mal planejadas!

 

✍️ Deixe seu comentário

📢 Compartilhe com os amigos

🕵 Siga nossas redes:

➡ Facebook

➡ Instagram

➡ Twitter

➡ Pinterest

➡ TikTok

Acesse nossa Loja Virtual e encontre a solução completa para você na Odontologia!

Comentários

3 Comentários
    • Olá Zenita! Certamente o uso no cigarro é muito prejudicial, não somente à sua saúde bucal, mas como também de uma forma geral. Com relação a sua dúvida, sugerimos que busque um profissional da sua região para que ele possa avaliar o seu caso e lhe indicar o tratamento mais adequado. Um grande abraço!

  1. Boa tarde Zenital! Dentes brancos dependem de uma série de fatores, dentre eles a idade e os hábitos de vida, que no seu caso é o uso contínuo do cigarro.
    Quem é fumante pode sim clarear os dentes, porém os resultados e a longevidade( tempo pós clareamento), não são muito satisfatórios.
    As manchas extrínsecas que são aquelas que se aderem ao esmalte do dente fazem com que os dentes tenham uma coloração mais acastanhada pela nicotina.
    Mesmo sabendo disso, caso você queria realizar clareamento dental, indicaria apenas o clareamento de consultório, independente de qualquer fonte de luz como o laser. Mas por quê? Talvez você não saiba, mas o cigarro é iniciador de câncer bucal, que se somado ao álcool ou ao peróxido de hidrogênio(gel clareador), essas duas últimas substâncias funcionariam como co-carcinogênicos. Então nada de clarear os dentes em casa, mesmo que sob supervisão do dentista.
    Estou à disposição para maiores informações.
    Grande abraço
    Karyne Magalhães

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *