Casos Clínicos

Caso clínico: utilizando facetas cerâmicas sobre dente escurecido

Caso clínico: utilizando facetas cerâmicas sobre dente escurecido
Compartilhar | Comentar

O tratamento de dentes anteriores traumatizados e com descoloração é um desafio para o dentista. Existem várias opções de tratamento e uma das mais eficazes é o uso de facetas cerâmicas. As bordas incisais em resina fraturavam constantemente e o incisivo central apresentava manchamento em função do trauma. Foram feitos laminados cerâmicos para harmonizar o sorriso. O mock-up foi feito para avaliar parâmetros estéticos, fonéticos e funcionais. Cerâmicas em dissilicato de lítio foram confeccionadas para mascarar o manchamento do remanescente e favorecer a estética do sorriso.

Assim, o objetivo deste caso clínico foi realizar a substituição de facetas de resina por facetas cerâmicas em uma paciente com dentes fraturados e com alteração de cor com uma abordagem minimamente invasiva.

O manchamento de dentes anteriores é frequente

Dependendo da gravidade da descoloração, existem várias opções de tratamento, incluindo clareamento dental, facetas de cerâmica ou de resinas compostas e coroas totais em cerâmica.

Durante décadas, a coloração intrínseca foi frequentemente tratada com coroas, mas isso supõe a eliminação maior da estrutura dentária. Atualmente, vários tipos de sistemas totalmente cerâmicos foram desenvolvidos para satisfazer as demandas estéticas dos pacientes utilizando facetas, e dessa forma sendo mais conservadores quando comparada às coroas totais. Com os avanços da tecnologia durante a última década, os materiais de cimentação têm evoluído de forma significativa.

O cimento têm influenciado na cor final das restaurações. Atualmente, os fabricantes oferecem cimentos brancos opacos, esse nome se deve ao fato de que esses cimentos apresentam alguns componentes de opacidade. Portanto, os cimentos opacos parecem ser mais efetivos em mascarar dentes descoloridos. O objetivo deste caso clínico foi realizar o retratamento de facetas de resina por cerâmica em um paciente com manchas adotando uma abordagem minimamente invasiva.

Descrição do caso clínico

Uma mulher de 20 anos veio ao consultório odontológico para trocar as restaurações que fraturavam constantemente. Além disso, o exame clínico revelou descoloração da resina e fraturas. Exame radiográfico, fotografias extra-orais e intraorais foram realizadas e moldes preliminares foram feitos para a elaboração dos modelos de estudo.

Protocolo utilizado para o procedimento utilizando facetas cerâmicas

Inicialmente realizou-se profilaxia, orientação de higiene oral, e foi feito o enceramento. Em seguida, foi feito o mock-up para avaliar o tamanho e forma do enceramento. Esse mock-up também serviu para avaliar o comprimento estético para reprodução dos detalhes incisais, formato e tamanho das ameias. Nesse momento também foi avaliado as guias de desoclusão anterior e de lateralidade. Após aprovação pela paciente, as resinas foram removidas e a cor do substrato foi selecionada a partir da escala de cores PALA®.

Os fios retratores 000 e 00 foram inseridos. Após 5 minutos, os moldes foram feitos com silicone de adição (Variotime®/ Kulzer). A cerâmica foi feita utilizando dissilicato de lítio a cor BL3. Para a cimentação, um cimento opaco foi selecionado a partir dos testes try-in. Após aprovação da paciente, as restaurações foram condicionadas com ácido fluorídrico por 20 segundos. Cada face interna foi lavada por 20 segundos. O agente de união silano foi aplicado e aguardou-se 60 segundos. Em seguida foi aplicado o adesivo. Em seguida, o esmalte e a dentina foram condicionados com ácido fosfórico e foi aplicado.

O cimento foi aplicado na face interna das restaurações e levado em posição. Os excessos foram removidos com microbrush e fio dental. Cada restauração foi polimerizada por 120 segundos. Foi feito o ajuste oclusal com borrachas para cerâmica e conferidas as guias de desoclusão anterior e de lateralidade. O aspecto final das restaurações e do sorriso do paciente pode ser visualizado nas figuras 5 (Figura 1 a 4).

Conclusão

Laminados cerâmicos à base de dissilicato de lítio com cimento branco opaco é uma opção de tratamento conservador para mascarar a descoloração de dentes escurecidos.

Imagens do caso clínico de restauração com facetas cerâmicas

Autores:

– Ingrid Silva de Castro
Mestre e Doutoranda no curso de Odontologia da Universidade de Brasília

– Prof. Dr. Leonardo Fernandes da Cunha
Mestre e Doutor em Dentística Restauradora pela Universidade de São Paulo
Prof. do curso de Odontologia da Universidade de Brasília

 

 

 

facetas cerâmicas

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.