Especialidades

A febre das lentes de contato dentais

A febre das lentes de contato dentais
Compartilhar | Comentar

A maior novidade do mercado odontológico dos últimos meses é o grande aumento dos tratamentos protéticos envolvendo as chamadas “lentes de contato dentais”. Cada vez que uma celebridade mexe no sorriso, blogs de fofoca, Instagram, Facebook e outras redes sociais pipocam fotos do tipo “antes e depois” mostrando sorrisos mais brancos e alinhados como se fosse um passe de mágica.

As lentes de contato dentais nada mais são que facetas mais finas, lâminas de porcelana com cerca de 0,3 mm a 0,5 mm de espessura. A porcelana imita muito bem o esmalte dental em todas suas características da estética a dureza. A espessura tão fina permite desgastes dentais menores, preparos mais conservadores que vão preservar mais estrutura dentária. Com as técnicas bem utilizadas, com caracterização e um trabalho em conjunto do dentista com o técnico de prótese, o resultado pode ser impressionante.

O que eu tenho percebido, principalmente no Instagram, é uma grande banalização da indicação das lentes de contato. Percebemos  sorrisos artificiais, muito brancos, opacos, sem translucidez, com dentes quadrados, muito grandes e fora do padrão estético recomendado para o tipo rosto, idade e cor da pele do paciente. Dentes muito brancos com aparência de peças de porcelana de banheiro não são naturais e não ficam bonitos esteticamente. É necessário um grande capricho, caracterização, harmonia, formato, preocupação com as ameias e sem invasão do espaço biológico da gengiva.

Naturalidade implica em dentes caninos um pouco mais amarelados que os outros dentes, por exemplo, pois a odontologia estética deve buscar imitar o natural e não pintar tudo de branco. Lentes de contatos, fragmentos cerâmicos, facetas, restaurações em resina ou mesmo as coroas totais fazem parte da caixa de ferramentas do cirurgião dentista para restaurar os mais variados problemas bucais. Em muitos casos, quando as pessoas possuem dentes naturais inteiros, um clareamento dental realizado corretamente pode resolver um problema de cor. Uma ortodontia aliada a um clareamento pode resolver dentes que estão um pouquinho tortos e amarelos. O que parece é que o imediatismo que vivemos nos dias de hoje acaba passando por cima de um planejamento de longo prazo.

As indicações mais comuns para uso das lentes é o fechamento de pequenos diastemas, erosão de esmalte, dentes lascados, dentes amarelados, pequenos desgastes, reabilitações em dentes com restaurações antigas e harmonia do sorriso. Os tipos de restaurações podem ser combinados para cada caso e é sempre importante explicar aos pacientes as opções de tratamento. Os brasileiros sempre foram muito exigentes com seus sorrisos e com o cirurgião dentista para a devolução da naturalidade, harmonia e função do sorriso. Planejamento e o trabalho das expectativas dos pacientes é fundamental.

Que graça teria se todos tivessem sorrisos iguais, quadrados e sob medida? Vamos reabilitar com excelência a curva mais bonita do corpo humano.

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse na sua caixa de entrada? Coloque seu email aqui embaixo que do resto a gente cuida.