Hialuronidase na odontologia: uma alternativa para tratamento de intercorrências

A harmonização facial tem se tornado cada vez mais popular como um tratamento estético para melhorar a simetria e aparência do rosto. Um dos procedimentos mais utilizados para esse fim é a aplicação de preenchimentos com ácido hialurônico. Embora apresente geralmente resultados satisfatórios, em alguns casos, o excesso de preenchimento pode resultar em assimetrias, inchaço, outras imperfeições estéticas e até mesmo necrose tecidual quando temos vasos e artérias obstruídas pelo produto. É aí que a hialuronidase entra em cena!

A hialuronidase é uma enzima que quebra o ácido hialurônico, o principal componente dos preenchimentos faciais. Ao injetar a hialuronidase na área de tratamento, a enzima dissolve o ácido hialurônico, permitindo que o excesso seja reabsorvido pelo corpo e restaurando a aparência natural da área.

A aplicação da hialuronidase pode ser uma ótima opção para corrigir problemas com preenchimentos faciais malsucedidos, bem como para ajustar o volume em áreas específicas do rosto.

Mas antes de decidir se submeter a esse procedimento, é importante compreender como a hialuronidase funciona, quais são os riscos e benefícios associados ao seu uso, e como escolher um profissional qualificado para realizar o tratamento.

Como a Hialuronidase Funciona na Harmonização Facial

O ácido hialurônico é uma substância naturalmente presente na pele, que ajuda a mantê-la hidratada, elástica e suave. Quando é injetado na pele como um preenchimento facial, ele é capaz de preencher áreas onde há perda de volume e reduzir a aparência de rugas e linhas de expressão.

No entanto, se o preenchimento for mal posicionado ou excessivo, pode resultar em uma aparência pouco natural, desproporcional e em casos mais segredos de obstrução de vasos/artérias levando a necrose com alto dano tecidual. A hialuronidase pode ajudar a corrigir esses problemas, dissolvendo o excesso de preenchedor e restaurando a aparência natural da área tratada.

A hialuronidase é uma enzima que quebra as ligações químicas do ácido hialurônico, fazendo com que ele seja absorvido pelo corpo. O procedimento é relativamente simples e pode ser realizado em consultórios odontológicos ou clínicas estéticas. Geralmente, é necessário apenas uma aplicação para obter o resultado desejado, embora em alguns casos possa ser necessária uma segunda sessão.

Listamos abaixo os principais benefícios da hialuronidase na harmonização facial:

  1. Correção de assimetrias faciais: ou seja, ela pode ajudar a corrigir assimetrias ou desproporções faciais causadas por preenchimentos malsucedidos.
  2. Resultados imediatos: os resultados da hialuronidase são imediatos, tornando-se evidentes logo após a aplicação.
  3. Segurança: a hialuronidase é uma enzima naturalmente encontrada no corpo humano, o que significa que o risco de reações adversas é relativamente baixo.
  4. Pouco invasiva: a hialuronidase é uma técnica minimamente invasiva que não requer cirurgia ou anestesia geral, o que a torna mais segura e menos dolorosa do que outros procedimentos de harmonização facial.
  5. Reversibilidade: a hialuronidase é capaz de dissolver completamente o ácido hialurônico, o que significa que o procedimento pode ser revertido caso o paciente não esteja satisfeito com os resultados.
  6. Ajuste de volume: a hialuronidase também pode ser usada para ajustar o volume em áreas específicas do rosto, permitindo que o profissional de estética crie um resultado personalizado e harmonioso.
  7. Baixo risco de efeitos colaterais: os efeitos colaterais da hialuronidase são geralmente leves e temporários, incluindo vermelhidão, inchaço e sensibilidade no local da aplicação. Raramente, podem ocorrer reações alérgicas, mas isso é incomum.
  8. Custo-benefício: a hialuronidase pode ser uma opção mais econômica do que outros procedimentos de harmonização facial, pois permite que o paciente corrija problemas com preenchimentos malsucedidos sem precisar de uma nova aplicação de ácido hialurônico.

Seu uso pode ser muito eficaz na dissolução do ácido hialurônico indesejado e na correção das imperfeições na face. No entanto, é importante lembrar que a hialuronidase deve ser aplicada por um profissional capacitado e experiente, devido aos riscos envolvidos, como reações alérgicas e danos ao tecido.

Além disso, é necessário avaliar cuidadosamente o paciente antes de realizar o procedimento, levando em consideração a quantidade de ácido hialurônico injetado, a localização do produto, a espessura da pele e a resposta individual do paciente à enzima.

Em resumo, a hialuronidase pode ser uma ferramenta valiosa na harmonização facial, mas deve ser utilizada com cautela e responsabilidade, visando sempre à segurança e ao bem-estar do paciente.

Sobre a autora:

Isabela Bueno | @dra.isabueno

  • Cirurgiã-Dentista em Bauru, SP – Brasil | CRO/SP: 115045
  • Possui graduação em odontologia pela Universidade Sagrado Coração, 2014.
  • Pós graduada pelo HRAC-USP BAURU.
  • Especialista em Harmonização Orofacial FUNORTE
  • Referência em Clareamento Dental crosp 115045
  • Equipe Instituto odontológico V&G e UNIGRAVES

✍️ Deixe seu comentário

📢 Compartilhe com os amigos

🕵 Siga nossas redes:

💻 Facebook

📸 Instagram

🐤Twitter

🥰 Pinterest

💃🏼 TikTok

▶️ Youtube

🎧 Ouça nosso Podcast

Acesse nossa Loja Virtual e encontre a solução completa para você na Odontologia!

Comentários

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *