Técnica do Levantamento de Seio Maxilar (Sinus Lift)

O levantamento de seio maxilar é uma técnica cirúrgica reconstrutiva que visa aumentar a quantidade e a qualidade óssea da região posterior da maxila edêntula, com o objetivo de instalar implantes e realizar uma reabilitação protética fixa.

Portanto, devolver a mastigação posterior, restabelecer a dimensão vertical de oclusão, proteger os outros dentes de traumas mastigatórios e melhorar como um todo a qualidade de vida do paciente estão entre os principais intuitos finais dessa cirurgia.

Ao analisar uma radiografia panorâmica que mostra falta de dentes na região posterior superior, os olhos do Implantodontista já estão treinados para perceber onde se encontra o assoalho do seio maxilar. Contudo, pode-se melhor observar e medir por meio de uma tomografia computadorizada.

Quando utilizar a Técnica do Levantamento de Seio Maxilar?

Sabemos das peculiaridades e dos desafios de reabilitar essa região com implantes dentários. Entretanto, além da baixa densidade óssea (osso tipo IV e tipo III, segundo MISCH), na grande maioria das vezes observamos uma pneumatização do seio maxilar e remodelação óssea após perdas dos primeiros e segundos molares superiores.

Dessa maneira, com pouca altura óssea e um osso de má qualidade, precisamos intervir utilizando técnicas de levantamento de seio maxilar para garantir a osseointegração e a longevidade das reabilitações.

Certamente, o primeiro molar superior é um dente que pode passar por inúmeras intervenções até sua eventual exodontia em caso de fraturas, periodontite ou falhas em tratamentos anteriores.

No melhor dos mundos, já é possível prevenir uma grande reabsorção óssea realizando uma exodontia minimamente traumática e técnicas de Regeneração Óssea Guiada.

Entretanto, mesmo assim, em alguns casos, teremos que lançar mão das técnicas de levantamento de seio de maxilar.

Conheças as indicações e contraindicações

Indicações:

  • Pacientes com altura óssea de 5 mm ou menos – medida do rebordo alveolar ao assoalho do seio maxilar.
  • Edentulismo total com pneumatização unilateral ou bilateral do seio maxilar.
  • Edentulismo parcial dos pré-molares e/ou molares com altura mínima de processo alveolar remanescente.

Contraindicações:

  • Paciente com algum tipo de patologia sinusal ativa.
  • Distância inter-arco aumentada.
  • Presença de raiz residual no seio maxilar.
  • Pacientes com problemas periodontais ativos, não tratados ou em progressão.
  • Pacientes com comprometimentos sistêmicos sem o devido controle, como hipertensão, diabetes ou em tratamento quimioterápico ou que receberam radiação na área de cabeça e pescoço.
  • Pacientes com alterações ósseas por medicamentos ou em tratamento com alguns tipos de bifosfonatos.

Como a Técnica do Levantamento de Seio Maxilar é feita?

Inegavelmente, existem inúmeras técnicas e abordagens para o levantamento do assoalho do seio maxilar. Atualmente, realiza-se essa intervenção em consultório ou clínica odontológica por via intraoral.

A técnica mais utilizada se inicia por meio de uma incisão horizontal ou curva e retalho mucoperiostal. Assim, é possível acessar a parede lateral do seio maxilar.

Com utilização de brocas esféricas ou motor piezoelétrico realizamos uma osteotomia em formato de “U” ou quadrangular. Nesse momento, vamos cuidadosamente descolando e levantando a membrana seio por meio desta janela óssea criada, deixando-a como uma dobradiça. Essa janela será o novo assoalho do seio e inserimos a enxertia entre ela e o antigo assoalho.

Para preenchimento do espaço criado, pode-se utilizar tanto osso autógeno, xenógeno ou ainda uma mistura dos dois. Também é possível utilizar L-PRF junto com o material de escolha para enxertia.

É possível instalar o implante no mesmo ato cirúrgico, sendo feito pelos meios comuns via incisão no rebordo alveolar ou instalado após aguardarmos no mínimo 6 meses para uma total cicatrização e formação óssea no local.

Técnica de Summers

Ao mesmo tempo, existe também uma técnica considerada menos traumática chamada Técnica de Summers, em que se realiza uma expansão e compactação óssea através do uso de osteótomos específicos.

Utiliza-se muito essa técnica. No entanto, é preciso prestar atenção na espessura da crista óssea que deve ter pelo menos 7 mm e uma altura mínima de 5 mm até o assoalho do seio maxilar.

O procedimento de levantamento de seio maxilar é totalmente seguro quando bem indicado e bem realizado, tomando todos os devidos cuidados pré e pós-operatórios.

Dessa forma, ele torna possível a reabilitação superior posterior com próteses fixas sobre implantes dentários. Devolvendo mastigação e qualidade de vida aos pacientes que perderam dentes nessas regiões.

Comentários

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *